Publicado por macmi, em .
A votação ocorre nesta quarta-feira (25) no Senado. Executivos podem ser convocados para dar sua versão sobre a disseminação de fake news em suas plataformas


Clique para ver a imagem em tamanho original

A CPI das Fake News promove uma reunião para votar em 86 requerimentos nesta quarta-feira (25). É solicitada a presença de empresas de internet, marketing e telefonia, além de especialistas da área para debater sobre a disseminação de notícias falas nos meios de comunicação.

O primeiro item da pauta é um pedido de audiência pública com os executivos do Google, Facebook e Twitter.

Segundo a relatora do projeto, a deputada Lídice da Mata (PSB-BA), "quem primeiro tem que falar são exatamente os meios nos quais são transmitidas as supostas 'fake news'. Porque elas podem ser de atitude individual das pessoas, como a gente aprende no jornalismo, são os meios que as divulgam. Então, hoje os meios principais são WhatsApp, Facebook, YouTube e Telegram."

Também estão na pauta de votação os pedidos para que personalidades públicas que sofreram com a disseminação de notícias falsas, como as atrizes Carolina Dieckmann e Thaís Araújo, sejam convidadas a falar.

Além disso, a pedido da relatora, o youtuber Felipe Neto e a ex-deputada Manuela D'Ávila também serão convidados para prestar depoimento com o objetivo de "investigar os ataques cibernéticos que atentam contra a democracia e o debate público."
macmi
Macmi
Colaborador do site, Honnōji Academy
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.