.

Nova versão do Chrome bloqueia Flash e melhora janelas anônimas

Enviado por okardec, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

O Google atualizou o Chrome para a versão 76, trazendo dois ajustes para melhorar a segurança do navegador: o reforço do bloqueio de conteúdo em formato Adobe Flash e o aprimoramento das janelas anônimas para impedir que sites na web possam detectar se o internauta está utilizando esse recurso.

Algumas páginas na web bloqueiam a navegação anônima ou exibem conteúdo diferente quando acessados em uma janela desse tipo. Essas práticas violam a intenção do recurso, que é permitir que o usuário tenha a mesma experiência de navegação, porém sem enviar aos sites qualquer dado de identificação - semelhante a um primeiro acesso no site.

O Flash, por sua vez, agora voltará a ser bloqueado em cada acesso. Antes, o usuário podia autorizar um site a exibir conteúdo em Flash e essa escolha seria lembrada nas próximas visitas. Isso não ocorre mais, e o conteúdo terá de ser novamente autorizado.

Usado em animações, jogos on-line e na reprodução de vídeos, o Flash é um software da Adobe que pode ser acoplado ao navegador para permitir a visualização do conteúdo desenvolvido nesse formato. No entanto, o Flash também é notório por possuir brechas de segurança que deixam o navegador vulnerável a ataques

Os navegadores hoje são compatíveis com animações, jogos e reprodução de vídeo com tecnologias próprias, dispensando o Flash. Por isso, a própria Adobe anunciou que vai abandoná-lo e os navegadores estão aos poucos adotando medidas para desencorajar o uso da tecnologia. O Chrome pretende eliminar toda a compatibilidade com Flash até o final de 2020.

O Chrome 76 também traz uma melhoria não relacionada diretamente à segurança: o repasse da preferência de "modo escuro", para que sites possam se adaptar à preferência do sistema.

O "tema escuro" ou "modo noturno" é uma opção disponível no Windows, no Android, no macOS e, a partir de setembro, no iOS que troca o branco e outras cores claras das janelas pelo preto e outras cores escuras.

Além de atender a uma preferência estética de alguns usuários, essa opção economiza bateria em dispositivos que usam telas baseadas em OLED, que são comuns em celulares. Telas desse tipo consomem mais energia para exibir telas brancas. O Chrome vai informar a cada site visitado se o usuário optou por um tema claro ou escuro e o site poderá modificar sua aparência para respeitar a escolha do usuário.
okardec
Enviado por okardec
Membro desde
34 anos, Luziânia, GO, Brasil
label