.

AMD anuncia suas novas placas de vídeo com arquitetura NAVI

Enviado por Nightcrowley, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Tenho duas notícias para você uma boa e outra ruim sobre as novas placas de vídeo da AMD - as recém anunciadas Radeon RX 5700 e 5700 XT baseadas na arquitetura NAVI.

Se você é um daqueles fãs da AMD que esperava que esse fosse o momento na história que a empresa finalmente ultrapassasse a Nvidia no quesito placas de vídeo high-end - como ela vem fazendo com a Intel com os processadores para desktop - não foi dessa vez. Apesar da sua nova arquitetura Navi, oferecer uma performance de 1.25x por clock e 1.5x por performance por watt, embora elas não sejam tão sofisticadas quanto a Radeon VII de 13.8 TFLOP existente (e complicada) da AMD. Com 9,75 TFLOPs e 7,95 TFLOPs de potência de computação bruta, respectivamente, e com 8 GB de memória GDDR6 em vez de 16 GB de HBM2, a série 5700 não é uma novidade no mundo.


Clique para ver a imagem em tamanho original

Mas os dois novos blower dessas placas de vídeo podem estar fazendo algo mais importante: enfrentar a Nvidia, onde ela realmente conta nas peças que mais jogadores de PC tendem a comprar. A AMD diz que elas foram projetadas para destruir a Nvidia GeForce RTX 2070 e RTX 2060. Você pagará $450 pela Radeon 5700 XT, comparado aos $500 cobrados pela 2070 da Nvidia, enquanto a Radeon 5700 irá custar $380, um pouco mais que os $350 que a 2060 da Nvidia.

Dependendo do jogo, elas podem ter um impulso significativo ou apenas empatar no quesito desempenho, porém a 5700 se sai melhor contra a NVIDIA que a 5700 XT. Confira abaixo alguns slides da apresentação da AMD.


Clique para ver a imagem em tamanho original


Clique para ver a imagem em tamanho original

Caso você esteja preocupado com o blower - já que as placas da AMD tem a fama de serem barulhentas - a empresa disse que o volume delas é de 43dB. O "clock de jogo" que você vê nas planilhas de especificações acima também é uma ideia interessante: a AMD está prometendo que o clock que você realmente verá a GPU manter durante os jogos, para que você saiba o que obterá. Em termos de exibição, você terá DisplayPort 1.4 e HDMI 2.0b, suportando uma resolução máxima de 4K a 240Hz, 4K com HDR a 120Hz ou 8K com HDR a 60Hz.

A propósito, a AMD não está apenas lançando as placas 5700 XT e 5700 como a totalidade de seus novos gráficos - também está lançando alguns recursos intrigantes em seus drivers gráficos que podem melhorar seu jogo.

É aí que entra o Radeon Image Sharpening, um software que utiliza um algoritmo do pai do FXAA que faz com que um jogo com upscaling se aproxime da qualidade de resolução em 4K nativo sem prejudicar o framerate, e sem as frescurites do seu rival DLSS da Nvidia:


Clique para ver a imagem em tamanho original

A AMD disse que o Radeon Image Sharpening (RIS) tem uma penalidade baixíssima em relação ao framerate - menor que meio por cento - e funciona em milhares de games sem a necessidade de as desenvolvedoras terem que dar suporte a ele. Fiquei impressionado com uma demonstração em pessoa no evento da empresa nos arredores da convenção de jogos da E3 em Los Angeles neste final de semana.


Clique para ver a imagem em tamanho original

Tecnicamente, outras placas de vídeos e fabricantes de placas de vídeos poderão utilizar essa técnica também, e a AMD está trabalhando com algumas para integra-la diretamente nos jogos: a versão genérica está sendo chamada de Contrast Adaptive Sharpening. Isso é bom, porque a implementação on-card da AMD não funcionará com títulos DirectX 11, apenas DX9, 10, 12 e Vulkan no Windows 10, e será uma exclusividade da série RX 5700 por enquanto.

Há também o Radeon Anti-Lag, o qual a AMD diz que poderá reduzir drasticamente o tempo que um jogo leva para reconhecer o acionamento de um botão em situações em que seu jogo está estressando a sua placa gráfica, o que em teoria lhe dá uma vantagem competitiva. Quando sua CPU está esperando que sua GPU desenhe dois quadros antes que ela reaja ao seu clique, ela pode seletivamente cortar a maioria de um desses quadros.


Clique para ver a imagem em tamanho original

Eu não consegui notar a diferença quando eu alternava entre os dois sistemas na demo da AMD, mas os meu reflexos já não são mais como antigamente. O Anti-Lag mesmo funciona em placas gráficas baseadas em GCN ou superiores no Windows 7 e no Windows 10, mas apenas no DX9 e no DX11 por enquanto.

Um lugar em que você pode argumentar que as placas da Nvidia estão à frente é no seu suporte ao ray tracing, mesmo que a adoção dos desenvolvedores tenha sido insuficiente até o momento. Nessa frente, a AMD diz que teremos que esperar a próxima geração dos seus chips gráficos RDNA para ray tracing acelerado por hardware, e mesmo assim a empresa diz que estará habilitando "efeitos de iluminação selecionados". Por enquanto, estamos olhando para o ray-based shader tracing igual a Nvidia fez com suas placas antigas que não possuem hardware dedicado para RT.

A AMD disse que uma cena cem por cento em ray tracing é algo que só poderá ser alcançado em plataformas de cloud gaming como o Stadia, o que é estranho já que a próxima geração de Xbox e PlayStation prometeram ray tracing acelerado por hardware em suas placas baseadas na arquitetura NAVI em 2020. E também sugere fortemente que as atuais Radeon 5700 e 5700 XT não são as mesmas Navi que aparecerão nos consoles da próxima geração, mas sim uma solução temporária.

As novas placas serão lançadas dia 7 de julho, além de uma edição de $500 dólares da Radeon RX 5700 XT 50th Anniversary Edition com um chassi preto escuro e relógios maiores que permitem cruzar a marca 10TFLOP.
Nightcrowley
Enviado por Nightcrowley
Membro desde
25 anos
label