.

343 Industries: Halo Infinite irá explorar todo o poder do Xbox One

Enviado por renatito91, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Halo Infinite foi o jogo mais impactante que vimos até agora na E3 2019. A 343 Industries fez milagre, com uma iluminação bestial e um mimo nos detalhes que jamais teríamos esperado em um jogo da franquia. Tudo é culpa do motor gráfico Slipspace Engine, que foi explicitamente solicitado pela equipe que projeta o novo jogo para se adaptar às novas necessidades.

Embora seja verdade que vamos vê-lo no seu melhor no Projeto Scarlett em 2020, o fato é que a Slipspace Engine nasceu para trazer todo o potencial do Xbox One. É algo que temos confirmado a partir do estúdio em um extenso post sobre Halo Waypoint onde eles falam sobre o jogo e tudo que está por vir.

Talvez as declarações que me chamou a atenção são aquelas que se referem não só aos novos detalhes da Slipspace Engine, mas também que ela parece ter sido projetada para tirar o máximo de desempenho do Xbox One base.


Por fora de todos os jogos importantes, um motor gráfico igualmente importante reverbera. Um motor de jogo pode definir a aparência e o desempenho de um jogo, e isso é incrivelmente importante, é mais do que um método para colocar pixels em uma tela e fazê-los dançar, também é fundamental para a alma de um jogo. Existem milhões de linhas de código que podem ser lidas e compreendidas, mas quando tudo funciona sem problemas, esses bits criam muito mais do que a soma de suas partes: eles criam a alma de um jogo e um sentimento holístico difícil de descrever. É divertido. O motor do Halo original era extremamente poderoso e, no seu tempo, inovador. Permitiu aos jogadores de console, pela primeira vez, explorarem mundos em escala de interação e espetáculo visual que os colocaram como líder no setor em 2001. Ele ainda mantém alguns dos elementos que são empolgantes até hoje.

Mas, à medida que avançamos em direção ao Project Scarlett e às plataformas de jogos para PC, temos a incrível oportunidade de criar um novo e poderoso mecanismo para aproveitar o novo hardware e arquitetura, e aproveitar melhor o poder ainda não totalmente explorado pelo Xbox One.


Então, tudo aponta que o jogo também vai parecer excelente na velha máquina de 6 anos atrás. É claro que essa filosofia deve ser a chave para a Microsoft, já que o que importa agora para eles são as assinaturas, e o hardware não pode ser um obstáculo.
renatito91
Enviado por renatito91
Membro desde
27 anos
label