.

Phil Spencer explica por que a Microsoft não está interessada em adquirir a EA

Enviado por Catos, , 3501 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cHM6Ly91cGxvYWRkZWltYWdlbnMuY29tLmJyL2ltYWdlcy8wMDEvNzY0LzYyMC9mdWxsLzEuanBlZw==[/img]

A Electronic Arts não foi comprada pela Microsoft, mas foi um dos nomes frequentemente referidos como uma das possíveis compras.

Durante muito tempo, persistiram rumores que a dona do Xbox estava pronta para comprar a companhia responsável por FIFA e Battlefield, mas tal não se concretizou.

Segundo compartilhado por Phil Spencer, a razão é bem simples, a Microsoft prefere focar-se em equipes criativas independentes.

A Playground Games, Ninja Theory, Compulsion Games, Obsidian Entertainment e inXile são aquisições já anunciadas pela Microsoft, enquanto os rumores sugerem a possível aquisição da IO Interactive e de um estúdio de média escala frequentemente associado ao PlayStation.

Essa é a estratégia da Microsoft, adquirir equipes independentes e com talento.


"Se olhar para as aquisições que fizemos, estamos focados em equipas criativas que acreditamos conseguirem construir conteúdos muito interessantes para ajudar a aumentar o potencial do Game Pass e ajudar a nossa plataforma a crescer."



"Estamos menos interessados em equipes de gestão e infraestruturas e coisas que já temos dentro da nossa organização. Basta olhar para o nosso registo. Já adicionamos sete estúdios em seis meses e se olhar para eles, penso que verá certas avaliações."


As equipes que estão a ser adquiridas podem ser inseridas na infraestrutura da Microsoft, diz Spencer que reconhece na sua companhia a capacidade para ajudar estes estúdios a obter maior financiamento para alcançar objetivos mais ambiciosos."

Spencer diz que não existe qualquer interesse em adquirir o que já têm na Microsoft e preferem focar-se no que precisam.
Catos
Enviado por Catos
Membro desde
label