.

Microsoft não matará o Windows Phone e seguirá sozinha se precisar, diz CEO

Enviado por Zarakk, , 1686 visualizações, 0 comentários
Satya Nadella explica sobre como a visão da fabricante irá impactar desenvolvedores e usuários, especialmente no setor mobile

[img]hide:aHR0cDovL3d3dy5qYWluY29sbGVnZS5hYy5pbi9pbWFnZXMvQXJ0aWNsZXMvQ1hPJTIwbGV2ZWwlMjBpbmRpYW5zL1NhdHlhJTIwTmFkZWxsYSwlMjBDRU8sJTIwTWljcm9zb2Z0LmpwZw==[/img]
O Windows Phone não está indo embora. Você até pode pensar que o sistema operacional móvel estava condenado a um final nostálgico devido a reorganização que a Microsoft vai promover em sua divisão de telefones, anunciada há alguns dias. Mas Satya Nadella, CEO da fabricante, tratou de afastar tais temores em uma entrevista ao portal ZDNet.

O executivo enfatizou várias vezes que a provedora tem como objetivo estabelecer novas categorias de produtos para sua divisão de mobilidade. A ideia é que ela seja um ambiente onde terceiros possam contribuir.
E Nadella parece estar tranquilo em relação ao assunto. "Se houver uma série de OEMs [sigla para Original Equipment Manufacturer], nós teremos uma estratégia. Se não houver, nós também teremos uma", afirmou, a respeito do futuro do Windows Phone.

A empresa parece estar satisfeita em seguir um caminho sozinha, da mesma forma, anima-se com a possibilidade de que um parceiro de hardware - como a HTC ou Samsung - se comprometa com a plataforma.

[img]hide:aHR0cDovL2ltZzA1LmRldmlhbnRhcnQubmV0LzIzNjkvaS8yMDEyLzI3Mi8wLzAvd2luZG93c19waG9uZV9kZXZpY2VzX2J5X3NoYXJrdXJiYW4tZDVnNHQ3ZS5qcGc=[/img]
Por que isso importa

Permanecer com o Windows Phone revela como a Microsoft está comprometida em apoiar novas categorias de dispositivos. Isso é algo que o CEO começou a falar na época do lançamento do Surface Pro, quando ele basicamente afirmou que a companhia serviria de exemplo para a indústria de hardware.

Como Nadella contou ao ZDNet, a estratégia tem transitado para o desenvolvimento de aplicativos como o Sway ou Gigjam, onde a Microsoft está quebrando a tradicional hierarquia para criar sistemas interdisciplinares. O executivo também explicou sobre como a visão da empresa irá impactar desenvolvedores e usuários, especialmente no setor mobile.

Telefones são apenas uma parte do Windows 10

O CEO já havia categorizado o Windows 10 como um sistema operacional que atravessaria várias plataformas: desktop, notebook, tablet, Surface Hub, HoloLens e Xbox. A questão é que, até então, o mercado ainda não comprou totalmente tal ideia (pelo menos no que diz respeito à versão do sistema operacional para smartphones).

Na entrevista, o executivo deixa claro que vê o Windows 10 Mobile como parte de bilhões de dispositivos Windows 10, e não como um sistema operacional independente, como acontece com o Windows Phone 8.1. Essa talvez seja a chave para atrair desenvolvedores.

"Você fala com empresas como o Airbnb. Para eles, talvez possa ser mais atraente construir algo para desktop com Windows ou Xbox dado nosso 3% de participação no mercado de telefones. Porém, quando nós os conquistarmos, também teremos um aplicativo móvel", disse.
Zarakk
Enviado por Zarakk
Membro desde
label