.

Cientistas dizem que Interstellar deveria ser mostrado nas salas de aula

Enviado por Frocharocha, , 5631 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL3BiYmxvZ2Fzc2V0cy5zMy5hbWF6b25hd3MuY29tL3VwbG9hZHMvMjAxNC8xMS9TcGlubmluZy1TcGFjZS1UaGluZy04NjV4NTA1LmpwZw==[/img]
O filme que explora o nosso universo em proporções épicas mais do que nunca - "Interstellar" - deve ser mostrado em aulas de ciências na escola, afirmam fisícos e cientistas.

Antes de tomar uma decisão rápida sobre esta declaração, não é a mera opinião de alguém completamente desqualificados para fazer uma afirmação tão surpreendente. Pelo contrário, esta é a conclusão de um trabalho que explora duramente a fisíca usada para fazer o filme o mais preciso possível.

Christopher Nolan, o diretor do filme, trabalhou com Kip Thorne, um professor de física teórica no Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), que foi também um dos produtores executivos do filme. Nolan e Thorne compartilharam a ambição de tornar o visual de objetos galácticos o mais precisos para a ciência possível. Esta devoção à ciência robusta é parte do que faz o filme tão avassaladora.

Para o Dr. David Jackson, que imprimiu um dos papéis na edição do American Journal of Physics deste mês, "Publicar este trabalho foi algo de acéfalo", disse ele à BBC. "A física do filme tem sido cuidadosamente vista por especialistas e é sempre encontrada como sendo exata. A publicação irá incentivar professores de física a mostrar o filme em suas aulas para atravessar idéias sobre a relatividade geral."

A relatividade geral não é o único conceito difícil que o filme enfrenta na cabeça. Ela também trabalha com a dilatação do tempo, buracos de minhoca e buracos negros.
Frocharocha
Enviado por Frocharocha
Membro desde
38 anos, São Paulo
label