Publicado por Frigideira_Suja, em .
Clique para ver a imagem em tamanho original

Dying Light opera com uma resolução de renderização de 1920x1080 no PS4 enquanto no Xbox One está na casa de 1536x1080, com ambos aparentemente usando uma variação do anti aliasing SMAA T2X, que normalmente é uma das melhores formas de AA pós processado, mas em Dying Light há muitos artefatos de "ghosting".


A versão PC oferece suporte totalmente arbitrário a resoluções como era de se esperar. Infelizmente a unica opção de AA inclusa na versão PC é parecida com a versão consoles, sofrendo com o mesmo problema de ghosting temporal, apesar de excelentes implementações de SMAA existirem. Algumas opções adicionais de AA seriam bem vindas na versão PC.

Apesar disso, a versão de PC oferece muitas opções que vão de qualidade de sombra e textura, view distance, motion blur, e um par de recursos da Nvidia Gameworks: HBAO+ e Nvidia Depth of Field. Além disso, a Techland ofereceu uma opção para ajuste de FoV, algo que jogos anteriores não possuiam. Infelizmente essa opção tem um severo impacto na performance, então use com cautela.

Estabelecemos a base de performance dos consoles em 30fps com quedas ocasionais no PC, e Dying Ligh mostrou ser bem exigente.
Nesse caso parece que a engine não é bem adaptada para multi threading, com muito da performance do jogo sendo segurada por apenas um núcleo.

A opção em particular responsável pelo maior impacto na performance no PC é o slider de View Distance. Aumentando-o para o máximo faz os FPS cairem abaixo de 60 em um 3570k+GTX 780. Diminuindo-o para 35% ou menos, é possivel atingir estáveis 60fps.


Examinando o slider de distance view em vários intervalos para vermos onde se encontram os consoles deram interessantes resultados: o distance view no Xbox One e o PS4 aparentam estar abaixo do mínimo possivel do PC. É um fio de cabelo abaixo, mas ainda assim abaixo, o que pode ajudar a explicar a alta carga na CPU que vemos no PC.

Há a tendência de jogar todas os settings para o máximo no PC e então reclamar de performance inconsistente - como está, Dying Light é muito escalável. Com settings o mais próximo dos consoles que podemos colocar, um PC com Core i3 e uma GTX 750 Ti consegue segurar 30fps a 1080p da mesma forma que os consoles.

A resolução das sombras nos consoles é equivalente ao Medium do PC e a vegetação equivalente ao high.
Durante o dia a iluminação é equivalente nas três plataformas, mas de noite o PC apresenta fontes de luz dinâmicas completamente ausentes dos consoles.

A qualidade de texturas é equivalente ao high do PC, porém a qualidade das texturas no High são as mesmas do Medium, mudando apenas a forma como são armazenadas em cache.

Efeitos de pós processamento são consistente entre as três plataformas, com o PC estranhamente apresentando alguns artefatos de borda ausentes nos consoles. O efeito film grain no jogo é um pouco exagerado e no PC é possível desativa-lo.

Recursos Nvidia Gameworks aparecem minimamente, com o HBAO+ e Nv Depth of Field. HBAO+ aumenta a consistência da imagem significantemente, mas o Depth of Field deixa a desejar com resultados não tão mais atrativos que a implementação dos consoles devido ao estilo visual do jogo.

No PC o jogo escalará bem de acordo com como o distance view é setado. É possível jogar no máximo com frame rate consistente.
No Xbox One, há tearing aparecendo jundo de elementos que pesam na GPU como folhagem, fumaça e iluminação dinâmica e recomendamos evitar a versão de Xbox One se você possui problemas com tearing.
Os FPS no Playstation 4 são bem estáveis mas há instâncias onde ele passa momentâneamente dos 30fps introduzindo judder, o que prejudica a fluidez do jogo nessas situações e espera-se que seja corrigido.


Veredito:

O jogo poderá ser aproveitado em qualquer plataforma. Nas versões console, a versão PS4 recebe mais elogios com o frame rate, streaming de texturas e resolução melhor além da ausência de tearing. Porém, qualquer um com um PC decente deve ficar com a versão PC já que ela oferece excelente escalabilidade além de visuais melhores.
Frigideira_Suja
Frigideira_Suja
Colaborador do site, 54 anos
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.