.

No futuro, criminosos poderão cumprir pena de mil anos em menos de um dia

Enviado por Turokrj, , 19515 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL2luZm8uYWJyaWwuY29tLmJyL2ltYWdlcy9tYXRlcmlhcy8yMDE0LzAzL3RodW1icy90aHVtYi0xMTAzNTAtem9kLXJlc2l6ZWQuanBn[/img]
Cena do filme Superman II (1980) em que o general Zod e sua equipe são condenados pela justiça kriptoniana a vagar pelo espaço como forma de recondicionamento comportamental.

Já imaginou cometer um crime e cumprir sua pena em menos de um dia?

No futuro, será possível que criminosos passem mil anos presos em apenas oito horas e meia. É isso que propõe a filósofa Rebecca Roache, que lidera um grupo de pesquisadores na Universidade de Oxford de Neurociência que analisa como a tecnologia pode ser usada para transformar a vida dos prisioneiros.
Rebeca acredita que uma solução é condenar criminosos à extensão da vida.

A técnica seria possível por meio do uso de medicamentos que distorcem a noção de tempo da mente humana. "Há diversas drogas psicoativas para distorcer a percepção de tempo das pessoas, então é possível imaginar que pode-se desenvolver uma pílula ou líquido que faça com que alguém sinta que está cumprindo uma pena de mil anos", disse Rebeca em entrevista à revista Aeon.

A pesquisadora acredita que a forma atual de punir criminosos é ineficiente, especialmente porque eles custam caro à população.

Um outro caso seria fazer o "upload" da mente do criminoso para um computador que acelera a taxa de funcionamento do cérebro.

"Se pudéssemos multiplicar pelo fator de um milhão, um milênio de pensamentos seria atingido em oito horas e meia. Fazendo o upload da mente do criminoso condenado e acelerando-a um milhão de vezes acima do normal, seria possível que ele cumprisse pena de mil anos em oito horas e meia. Isso seria, obviamente, muito mais barato para a população do que o custo de um prisioneiro em mil anos", escreve Rebeca em seu blog.

"Quando nos perguntamos se é desumano infligir uma determinada tecnologia em alguém, temos que ter certeza que não é só a falta de familiaridade com o processo que nos assusta".
Turokrj
Enviado por Turokrj
Membro desde
46 anos, Danger de Janeiro
label