Uma Máquina Demoníaca Com Estilo Próprio [prévia - Amnesia: A Machine For Pigs]

#Artigo Publicado por JEAN_GV, em .

Amnesia: The Dark Descent sempre foi reconhecido, entre outras coisas, por uma distinta capacidade de deixar o jogador completamente perdido - conforme soprava constantemente um horror baseado na ignorância e reforçado pela noção de que "algo definitivamente não cheira bem aqui". É claro que, uma vez vislumbrado o problema real, a ignorância quase se parecia com uma benção.

Bem, esse feeling parece também embalar o sucessor do celebrado título de horror da Frictional Games. A começar pelo nome - Amnesia: A Machine for Pigs. Como assim, "uma máquina para porcos"? Então o nome fez você rir para, em seguida, assumir uma postura reflexiva, na tentativa de apreender um sentido em um título aparentemente absurdo e sem propósito para um jogo de suspense? Ok, era exatamente essa a ideia.

IMAGEaHR0cDovL2Rlc21vbmQuaW1hZ2VzaGFjay51cy9IaW1nNjkvc2NhbGVkLnBocD9zZXJ2ZXI9NjkmZmlsZW5hbWU9aW1nbm9ybWFsMS5qcGcmcmVzPW1lZGl1bQ==

Esqueça a sua zona de conforto

Amnesia: A Machine for Pigs marca uma considerável alteração de rumos na série. Desta vez, não será a Frictional Games que puxará as cordas do horror sobrenatural destinado à sua espinha. Em vez disso, o game leva a assinatura dos desenvolvedores do igualmente célebre Dear Esther, o pessoal da thechineseroom - que, a despeito do que o nome poderia indicar, não mantêm também um restaurante de comida asiática (para quem se lembra dos rumores iniciais).

Entretanto, a noção básica, a marca registrada de Amnesia deve se manter intacta aqui. Conforme colocou o roteirista Dan Pinchbeck em entrevista ao site Joystiq, trata-se de uma admirável capacidade de tirar as pessoas de suas zonas de conforto. "O que eu realmente adorei em Amnesia [The Dark Descent] foi o fato de você passar a primeira metade do jogo pensando, 'eu realmente não sei o que está havendo aqui'", afirmou Pinchbeck ao referido site.

IMAGEaHR0cDovL2Rlc21vbmQuaW1hZ2VzaGFjay51cy9IaW1nMzIvc2NhbGVkLnBocD9zZXJ2ZXI9MzImZmlsZW5hbWU9aW1nbm9ybWFsMi5qcGcmcmVzPW1lZGl1bQ==

Ele continua: "na segunda metade do jogo, você então pensa, eu sei o que está se passando, mas preferiria não saber". Dessa forma, qualquer confusão gerada pelo curioso nome escolhido retirará, no máximo, a seguinte pergunta do seu roteirista: "essa era exatamente a reação que eu queria".

Em outras palavras, assim como todo o restante, o título aqui foi concebido exatamente para deixá-lo incomodado. Entretanto, caso se insista em um sentido, eis algo possível: "esse mundo representa uma máquina criada apenas para porcos. Para o abate de porcos". É isso aí. Talvez a introdução do novo pesadelo ajude a esclarecer um pouco mais as coisas.

Uma febre e memórias estilhaçadas

IMAGEaHR0cDovL2Rlc21vbmQuaW1hZ2VzaGFjay51cy9IaW1nNTEvc2NhbGVkLnBocD9zZXJ2ZXI9NTEmZmlsZW5hbWU9aW1nbm9ybWFsMy5qcGcmcmVzPW1lZGl1bQ==

No ano de 1899, o rico industrial Oswald Mandus retorna para casa após uma expedição desastrosa ao México, a qual resultou em tragédia e também em uma intensa e insistente febre. Durante a sua recuperação, entretanto, Mandus passa a sonhar com uma espécie de máquina obscura.

Ao acordar, o milionário se depara com a materialização do seu pesadelo, roncando e esfumaçando, trazida completamente à vida. Além disso, Mandus percebe que períodos inteiros da sua vida simplesmente desapareceram da memória. Há, portanto, uma longa e tenebrosa busca por respostas pela frente.

Um Amnesia com estilo próprio

Pode-se dizer que a intenção de provocar desconforto no jogador se estende também para a jogabilidade de A Machine for Pigs. Segundo Dan Pinchbeck, embora o estilo de horror típico de Amnesia tenha sido mantido, a suas interação com o novo mundo de jogo foi inteiramente revisada. "As pessoas entrarão [no universo do jogo] sem saber o que esperar". Enfim, parece combinar perfeitamente com o fato de que as histórias de ambos os títulos nem sequer possuem ligação direta.

IMAGEaHR0cDovL2Rlc21vbmQuaW1hZ2VzaGFjay51cy9IaW1nMjE0L3NjYWxlZC5waHA/c2VydmVyPTIxNCZmaWxlbmFtZT1pbWdub3JtYWxwLmpwZyZyZXM9bWVkaXVt

Ademais, a Frictional Games ainda garante que o game, inicialmente anunciado para Windows, deve também ser lançado para Mac e Linux - embora, talvez, com lançamento ligeiramente defasado. Também foi esboçado um movimento para lançar o título para a Xbox LIVE Arcade, o que, entretanto, acabou sendo abandonado.

Ademais, o negócio é esperar por algum momento próximo do final deste ano, quando Amnesia: A Machine for Pigs deve dar as caras.

Jean
Jean #JEAN_GV
Publicações em Destaque