.

Supreme Commander: Forged Alliance - Expansão

Enviado por Sasha stankievicz, , 665 visualizações, 0 comentários
A guerra não acabou, novos inimigos apareceram e a pilha de corpos no campo de batalha vai aumentar.
O RTS (estratégia em tempo real) Supreme Commander foi um título bastante aguardado pelos fãs do gênero. Quando lançado, o game parece ter correspondido a todas as expectativas; a maior parte das críticas foi positiva, prezando pela jogabilidade e os aspectos técnicos do game.

Antes mesmo do sucesso ter sido abafado pelo tempo ou por outro título, a desenvolvedora já anunciou que uma expansão de Supreme Commander deve ser lançada ainda este ano com o nome de Supreme Commander: Forged Alliance. Expansão, na verdade, não é o termo correto, uma vez que não será preciso o jogo original para rodá-la e diversos aspectos novos foram implementados.

Segundo os desenvolvedores, a seqüência foi lançada devido ao fato do projeto do Supreme Commander original ser grande demais para apenas um jogo e apesar do sucesso do título original, Forged Alliance promete estar um passo a frente de seu antecessor. Realmente, as mudanças são muitas e vão desde a implementação de uma série de unidades até uma melhora significativa nos gráficos e no desempenho do jogo.

A maior novidade de Forged Alliance é a nova facção que vai poder ser escolhida, os Seraphim. Trata-se da primeira raça alienígena da franquia e promete dar dor de cabeça às outras, uma vez que suas armas são todas bastante diferentes das já conhecidas pelos jogadores.

Se você cansou de sofrer com determinada falha de sua facção favorita em Supreme Commander, pode ficar aliviado, pois a seqüência vai trazer cerca de 110 novas unidades ao game (embora grande parte destas seja destinada à nova raça). As novas unidades distribuidas entre todas as raças do jogo prometem equilibrar um pouco mais as forças e tornar o jogo ainda mais desafiante.

Mas não é só o equilíbrio entre as facções que vai aumentar o desafio do jogo. Segundo os desenvolvedores, a inteligência artificial foi aperfeiçoada para dar trabalho até mesmo aos jogadores mais capacitados.

Com todos os novos atrativos, Supreme Commander: Forged Alliance promete agradar tanto aos fãs da série (mesmo embora maioria destes ainda não tenha nem enjoado do título original) quanto aos novatos. Mas o visual de fazer o queixo cair e novidades que vão fazer os entusiastas perderem noites de sono só vão poder ser conferidos em novembro, quando o game for lançado.

O primeiro "Supreme Commander" trouxe uma escala épica para os jogos de estratégia em tempo real. Agora, "Forged Alliance" adiciona mais substância para o game. Apesar de possuir acréscimos robustos e não necessitar do antecessor, o título está mais posicionado como uma expansão, já que a base de ambas é essencialmente a mesma.

"Forged Alliance" conta o que aconteceu depois da Guerra Infinita, mote principal de "Supreme Commander". Se antes as facções UEF (federação da união da Terra, na sigla em inglês), Cybran e Aeon Illuminate estavam em confronto, agora juntam forças contra uma força mais ameaçadora. Daí a razão do título.

O jogo traz uma nova campanha para um jogador, com seis operações que trazem os pontos de vistas de cada facção - há diferentes objetivos para cada um deles. Mais de cem novas unidades foram adicionadas. Entre as "opções de última geração", estão exércitos completos, armamento orbital e tecnologias avançadas de contra-inteligência.

O modo multiplayer preza a longevidade. Com as novas unidades, os jogadores têm mais opções de ação. Os novos mapas pretendem explorar os limites da tecnologia gráfica desenvolvida para o game.
Sasha stankievicz
Enviado por Sasha stankievicz
Membro desde
PR/Curitiba
label