.

Prisões dos EUA usam games para recuperar criminosos

Enviado por eneas, , 0 visualização, 0 comentários
O sistema penitenciário do Estado do Oregon, nos Estados Unidos, está usando jogos de computador para ajudar na reabilitação de criminosos.

Os prisioneiros que apresentam um registro disciplinar sem incidentes por 18 meses têm a chance de comprar um pequeno console portátil de jogos eletrônicos.

O dispositivo tem 50 jogos simples que podem ser executados por meio de pequenos monitores de televisão, instalados nas celas.

O sistema estadual de prisões do Oregon afirma que os jogos também ajudam a lidar com alguns dos problemas causados pela reclusão.

Período de teste

Os jogos eletrônicos, fabricados pela companhia tecnológica DreamGear, foram introduzidos ao sistema penitenciário do Oregon como parte de um grande sistema de incentivos que começa a ajudar na preparação de prisioneiros para a vida fora da prisão.

O sistema escalonado de incentivos " que não inclui dinheiro " recompensa os prisioneiros que não apresentam problemas.

Depois de seis meses de boa conduta, os prisioneiros têm a chance de comprar um monitor de cristal LCD de sete polegadas com um cabo para sua cela. Os prisioneiros ganham o dinheiro para o monitor, que custa cerca de US$ 300 (cerca de R$ 640), com o salário que ganham fazendo trabalhos dentro da prisão.

Entre 2004 e 2005, quase 2,4 mil monitores foram comprados por prisioneiros do Oregon. O Estado tem uma população carcerária de aproximadamente 13 mil pessoas.

Os seis meses de boa conduta também garantem o direito de compra de aparelhos para tocar CDs e CDs, além de dar acesso a grupos sociais e clubes.

Depois de 18 meses de boa conduta os prisioneiros recebem outros incentivos como mais horas de visitas e a chance de comprar sorvete.

Os prisioneiros também ganham a chance de comprar o console com os jogos, que custa US$ 35 (cerca de R$ 74). O console traz 50 jogos cuja resolução gráfica é semelhante aos jogos populares na década de 80.

Mudança de comportamento

Perrin Damon, gerente de comunicações do Departamento Carcerário do Oregon, disse à BBC que 809 consoles foram vendidos para prisioneiros que ganharam o direito de compra entre novembro de 2005 e janeiro de 2006.

Damon rejeitou sugestões da imprensa de que os jogos eletrônicos e outros incentivos estão sendo usados para combater a intranqüilidade em prisões estaduais.

"As prisões do Oregon estão entre as mais seguras do país e têm sido assim por algum tempo", disse.

Damon afirmou que televisão, aparelhos de som e jogos eletrônicos são parte de um programa maior que tenta modificar o comportamento de prisioneiros e fazer com que a reabilitação seja mais fácil.

Segundo Damon, a mudança de comportamento de prisioneiros é importante, pois 95% dos prisioneiros estaduais vão voltar para a comunidade.

Estatísticas mostram que os problemas nas prisões estaduais do Oregon diminuíram depois da introdução dos incentivos.

Nos últimos três anos a incidência de problemas de comportamento, ataques a guardas de prisão e brigas entre prisioneiros caiu, mesmo com o aumento na população carcerária.

O sistema de incentivos sem recompensa monetária foi introduzido depois de mudanças nas leis que determinaram sentenças mínimas para alguns crimes violentos.

Com estas mudanças 40% dos prisioneiros estaduais não podem cancelar tempo de sentenças por meio de bom comportamento.

Fonte: BBC Brasil
eneas
Enviado por eneas
Membro desde
36 anos, Curitiba
label