.

CES: eletrônicos de ponta rumam para Las Vegas

Enviado por eneas, , 3 visualizações, 0 comentários
Mais de 100 mil pessoas e 300 empresas reunidas no meio do deserto durante quatro dias para conhecer as mais recentes inovações da indústria de eletrônicos. Ã o International Consumer Electronics Show (CES), que acontece em Las Vegas, Estados Unidos, a partir de 5 de janeiro e é sinônimo de alta-definição, vídeo portátil, rede doméstica e diversão.

Entre as mais esperadas novidades da feira estão atualizações sobre os planos de lançamento dos formatos de disco óptico de próxima geração: HD-DVD e Blu-ray Disc.

Na CES 2005, o lado do HD-DVD prometeu aparelhos e filmes para este ano e não cumpriu. O prazo foi adiado para o primeiro trimestre de 2006.

Já o lado do Blu-ray Disc não prometeu datas de lançamento, mas o PlayStation 3, da Sony, está prometido para chegar ao mercado no primeiro trimestre de 2006 com suporte ao formato. O prazo do Blu-ray Disc, portanto, também está se esgotando.

Os participantes da CES podem esperar diversos protótipos e a Pioneer confirmou que vai lançar seu primeiro drive comercial para Blu-ray Disc, um modelo para desktops.

Os dois formatos de disco óptico são um bom exemplo do que está acontecendo no segmento de televisão de alta definição - HDTV (high-definition television).
Se as companhias passaram os anos de 2004 e 2005 preocupadas com os aparelhos que levariam a imagem digital de alta definição para as residências dos usuários, o foco agora é como transportar essa imagem para o HD e outras plataformas.

A Intel aproveitará a CES para lançar a marca de PCs de entretenimento Viiv, combinação de chips que, a exemplo do Centrino, deve ser adotada pelos principais fornecedores.

O Viiv combina chip dual-core, Windows XP Media Center Edition, e outros componentes high-end e a mais recente tentativa da indústria para tornar o PC o centro do entretenimento doméstico.

O evento também deve trazer uma enxurrada de tocadores de mídia portáteis.

A capacidade de assistir vídeo em movimento não é novidade, mas foi somente com o lançamento do primeiro iPod com vídeo da Apple, em 2005, que as pessoas se deram conta disto.

Muitas empresas já vêm promovendo seu aparelhos de vídeo mas estes dispositivos serão inúteis sem conteúdo.

Com Hollywood pressionando de um lado para restringir o conteúdo e os fornecedores de aparelhos puxando do outro para liberá-lo, o evento deve refletir visões contrastantes do futuro do entretenimento digital.

Além disso, a feira deve trazer uma grande variedade de eletrônicos, alguns destinados a se tornar o próximo grande sucesso do mercado e outros a virar lixo tecnológico.

Entre as promessas do evento estão um scanner para livros que vira as páginas automaticamente; um carregador de combustível para celular que provê horas adicionais de uso para o aparelho na ausência de uma tomada; um telefone bluetooth compatível com o Skype e uma tecnologia de imagem 3D que dispensa os óculos especiais.

Assim como a indútrsia que representa, o CES está crescendo. Este é seu quarto ano de realização e, além de ocupar seu tradicional espaço no Las Vegas Convention Center, a feira se expandiu para o Sands Exhibition Center, nos arredores.
A expansão pode ser um incômodo para os participantes, que terão se deslocar entre dois centros, mas os organizadores esperam que a medida não vá empurrar o evento para mesma rota que levou o Comdex à morte.

Depois de ser realizado por anos no Las Vegas Convention Center, o evento foi ampliado para o Sands e acrescentou mais empresas, apesar das reclamações dos visitantes sobre o tamanho da feira e os problemas que tinham apenas para entrar e sair da cidade.
O último Comdex aconteceu em 2003, depois disso o evento foi cancelado.
Fonte: IDG Now!
eneas
Enviado por eneas
Membro desde
36 anos, Curitiba
label