As 12 medidas anti-pirataria mais criativas nos jogos

As 12 medidas anti-pirataria mais criativas nos jogos

Algumas desenvolvedoras às vezes decidem usar a criatividade na hora de bloquear a pirataria.
#Games Publicado por Vinicius, em

Hoje temos o DENUVO como principal método das desenvolvedoras proteger seus jogos. No entanto, no passado vimos muitas ideias criativas e diferentes sendo usadas no passado, e embora eram mais fáceis de quebrar, elas ainda assim eram únicas.

Muitas ideias dessa lista foram rapidamente quebradas, mas certamente surpreenderam os jogadores que decidiram usar uma cópia pirata dos jogos. Confira abaixo algumas das ideias mais criativas de anti-pirataria nos games.

Leia Também:

  1. O grande retorno do Survival Horror
  2. O lado não tão popular das donas de consoles

Skull Girls

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84NS8wODQ3ODAucG5n

Parece que apenas prejudicar o jogo de quem pirateia não era o bastante para a Autumn Games, a editora decidiu também os expor publicamente de uma forma bem inteligente usando apenas uma mensagem.

Em Skull Girls, ao completar a história com qualquer um dos personagens na versão pirata, os jogadores são agraciados com uma mensagem de erro nada convencional. Uma caixa simplesmente diz “Qual é a raiz quadrada de um peixe? Agora eu estou triste."

Com os pirateiros recebendo essa mensagem estranha, muitos foram às redes sociais perguntar para a editora como resolver o problema. A resposta dela? Simplesmente mandaram esses jogadores comprarem o jogo.

Ah, isso? Significa que você provavelmente devia comprar o jogo em vez de piratear.

Certamente deve ter deixado alguns constrangidos nas redes sociais. Na época, alguns jogadores até mesmo decidiram comprar o jogo para se desculpar com a editora após passarem por essa situação.

GTA IV

b1NMX3gtVEtudk0=

Jogar um jogo enquanto está bêbado certamente não deve ser uma experiência muito agradável. Foi justamente nisso que a Rockstar pensou em fazer como forma de proteção para o seu título GTA IV.

Ao jogar com uma cópia pirata de GTA IV, o título acabava ganhando um visual embaçado e trêmulo, tendo o mesmo efeito de quando Niko se embebeda, embora mais forte. No entanto, não era apenas o visual que era afetado, mas também o gameplay.

Com a proteção do jogo ativada, qualquer veículo que você entrar tem o seu acelerador pressionado permanentemente, o que significa que não é possível dar ré, dificultando extremamente a navegação pelo mundo.

Como se isso já não fosse o bastante, a produtora ainda fez com que ao entrar em um veículo, ele automaticamente tem sua vida reduzida em 90%, entrando no estado onde começa a sair fumaça do motor e está prestes a explodir com algumas batidas.

Game Dev Tycoon

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84NS8wODQ3NzgucG5n

Que forma melhor de fazer um jogador entender os efeitos da pirataria do que fazer ele experimentar na própria pele? Foi isso que os desenvolvedores de Game Dev Tycoon decidiram aplicar.

Nesse simulador de desenvolvedor de jogos, seu objetivo é criar jogos que acabem se tornando grandes sucessos, mas alguns contratempos podem ocorrer, como o desinteresse do público ou gastos excessivos na produção. No entanto, os jogadores da versão pirata tinham um problema a mais para encarar.

Ao lançar um jogo novo, alguns jogadores acabavam notando que as vendas estavam baixas e cada vez piorando mais, até receberem uma mensagem nada positiva afirmando que os usuários estavam baixando seus jogos de forma ilegal.

Chefe, parece que embora muitos jogadores estão jogando nosso novo jogo, eles o roubaram baixando uma versão crackeada em vez de comprá-lo legalmente. Se os jogadores não comprarem os jogos que gostam, mais cedo ou mais tarde iremos à falência.

Ao terem seus jogos baixados ilegalmente, a empresa dos jogadores acabava indo à falência e é fim de jogo. Uma forma criativa do estúdio em tentar bloquear os piratas, ao mesmo tempo que envia uma mensagem.

Serious Sam 3

ZTkxcTVCdGx4SzA=

Que melhor forma de acabar com a alegria dos jogadores do que colocar um inimigo impossível de ser derrotado? É isso que a Devolver Digital fez em Serious Sam 3, impedindo o progresso dos jogadores na versão pirata.

Ao baixarem uma versão ilegal do jogo, os jogadores acabavam se deparando com um temível e gigante escorpião rosa. Ao enfrentarem essa criatura, os usuários certamente não esperavam que ela fosse imortal e extremamente rápido.

O escorpião gigante aparece logo no começo de Serious Sam 3 e certamente não era nada fácil evitá-lo e muito menos derrotá-lo. Embora não podiam progredir com o jogo, ao menos os jogadores da versão pirata puderam ter um novo inimigo desafiador para enfrentar.

Mirror's Edge

X2ZJNmNWQkQ5T2s=

Mirror's Edge é um jogo frenético, onde os jogadores não param um segundo, fazendo parkour e pulando entre prédios enquanto fogem da força militar. Qual é a melhor maneira de prejudicar quem não está jogando uma versão original do jogo? Simplesmente os impedindo de correr.

Como sistema de proteção, a EA implementou uma mecânica que ao começar a correr, na versão pirata do jogo a protagonista acabava perdendo velocidade aos poucos, até se mover em velocidade extremamente lenta.

Com Mirror's Edge sendo um jogo onde é necessário criar impulso para passar sobre enormes precipícios, progredir na história acabava se tornando um grande desafio, já que não havia como alcançar velocidade o bastante para pular entre os prédios.

Crysis Warhead

YTBqYmZSU29EWVU=

Com Crysis Warhead a desenvolvedora Crytek teve a ideia de brincar com os usuários da versão pirata do jogo. Em vez de simplesmente bloquear o progresso ou atrapalhar a jogatina, o estúdio preferiu apostar no lado cômico.

Ao entrar em um tiroteio, esperando ver balas voando para todo lado enquanto mata seus inimigos, os jogadores foram surpreendidos: não era bala que estava saindo de suas armas, mas na verdade galinhas.

Quando o jogo identificava que o usuários estava usando uma versão pirata, ele trocava todas as munições das armas por galinhas. Além disso, as caixas de munição acabavam virando lancheiras.

Galinhas podem ser animais perigosos, mas parece que nem para isso elas servem no jogo, já que não causam dano nenhum ao serem disparadas contra os inimigos.

The Witcher 2

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Ni8wODUzNDUucG5n

Que melhor maneira de fazer os jogadores se arrependerem de terem pirateado seu jogo do que traumatizá-los? Foi o que a CD Projekt decidiu fazer com The Witcher 2, apresentando uma cena bem perturbadora.

Inicialmente decidindo tentar correr legalmente atrás dos usuários que piratearam The Witcher 2, o estúdio logo desistiu da ideia e implementou um sistema anti-pirataria. No entanto, algumas versões iniciais do jogo pirata vinham com algumas modificações.

Geralt sem dúvidas é um homem que não perde a oportunidade de se deitar com uma bela moça, mas na versão pirata do jogo, ao tentar romance com uma das personagens do jogo, os jogadores eram agraciados com uma visão um tanto quanto desconfortável.

Durante as cenas mais picantes, o modelo das personagens femininas eram trocados pelo de Marietta Loredo, uma senhora já de idade não tão atraente. Certamente muitos jogadores não devem ter ficado felizes com essa surpresa.

The Lord of the Rings: The Return of the King

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Ni8wODU0NjEucG5n

Ao jogar um título adaptando Senhor dos Anéis os jogadores certamente esperavam controlar personagens clássicos da franquia, como Gandalf, Aragorn, Legolas e Gimli, e era exatamente isso que The Lord of the Rings: The Return of the King permitia, desde que você tivesse uma cópia oficial.

Aqueles que usaram uma cópia pirata do jogo foram pegos de surpresa com a notícia de que todos os personagens estavam bloqueados para usar, com exceção de Sam, o mais fraco disponível no jogo.

Terminar o jogo apenas usando Sam era certamente um desafio gigantesco, já que ele é um personagem relativamente fraco comparado aos outros. Para piorar, as cópias piratas eram automaticamente travadas no Modo Difícil.

Isso já seria o bastante para fazer muitos jogadores desistirem da ideia de tentar terminar o jogo, mas o estúdio ainda decidiu bloquear algumas das ações disponíveis no jogo, o que significa que uma grande parte do jogo se tornava inacessível.

Alan Wake

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84NS8wODQ3NzkucG5n

Nem todas as desenvolvedores desejam impedir o progresso dos jogadores, mas ainda assim incluem um lembrete de que a versão que estão jogando não foi adquirida de forma legal, como é o caso de Alan Wake.

Para lembrar os jogadores que sua versão do jogo era pirata, a Remedy decidiu incluir um aparato estético no protagonista. Caso fosse detectado que o jogo não era original, o protagonista acabava usando um tapa-olho de pirata durante toda a campanha.

Além disso, as telas de carregamento eram substituídas por mensagens pedindo aos jogadores para comprarem o jogo caso quisessem apoiar o estúdio. Uma forma gentil de lembrá-los que não pagaram pelo jogo.

EarthBound

Qm15b1YxYmtYTkk=

Para dificultar a vida de quem decidiu não comprar a versão original do jogo, EarthBound trazia diversas camadas de proteção, cada uma delas tendo efeito diferente sobre o título, um pior que o outro.

Se conseguisse passar da primeira camada, a qual não deixava o jogo abrir, os jogadores eram presenteados com um enorme aumento na quantidade de inimigos espalhados pelo mapa, tornando-o quase ingojável. Caso o jogador fosse persistente, algumas áreas acabavam spawnando tantas criaturas que o jogo chegava a travar.

Ao ser quebrada essa proteção, os jogadores ficavam com a falsa sensação de que estavam seguros, já que o jogo então funcionaria normalmente. No entanto, ao chegar no último chefe, eles se deparavam com a proteção final do jogo.

Ao tentar enfrentar o último chefe do jogo, a versão pirata acabava travando. Ao reiniciarem o jogo, os jogadores eram surpreendidos pela notícia de que seus saves foram completamente apagados. É certamente cruel esperar para interromper a jornada logo na reta final.

La Abadía del Crimen

MC00R3ViLVZCVkU=

Um jogo bem antigo, que poucos devem conhecer. Os desenvolvedores de La Abadía del Crimen decidiram optar por um método mais incomum de sistema anti-pirataria, usando o áudio do jogo.

O sistema de proteção do jogo checava os arquivos de áudio e se notasse alguma diferença, o que acontecia nas versões piratas, ele acionava uma proteção que trocava a música Ave Maria por um áudio bem perturbador.

Os jogadores começavam a ouvir uma voz gritar a palavra PIRATA repetidamente, cada vez em tom mais baixo, até a tela ficar preta. Esse sistema de proteção certamente deve ter assustado alguns jogadores.

The Talos Principle

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Ni8wODUzNDQucG5n

Todo mundo gosta de um bom jogo que testa seu raciocínio com quebra-cabeças e The Talos Principle é sem dúvidas um dos mais populares dentro do gênero. Infelizmente aqueles que baixaram o jogo de forma ilegal tiveram problemas para prosseguir na campanha.

Com o lançamento de The Talos Principle, muitos jogadores acabaram ficando presos em uma certa parte do jogo, quando é necessário pegar um elevador. Nas versões piratas, o elevador simplesmente não se movia, com os botões não respondendo.

O problema fez muitos irem ao fórum oficial do Steam questionar os desenvolvedores quanto a esse aparente bug. Para a tristeza desses jogadores, a resposta era só uma: comprem o jogo.

E você, o que achou dessas ideias usadas pelos estúdios? Conhece alguma outra medida anti-pirataria criativa usada pelas desenvolvedoras? Conta para a gente na seção de comentários abaixo!

Vinicius
Vinicius #VSDias55
Equipe do Site, Florianópolis
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por VSDias55,