Comissão Europeia começará Fase 2 na investigação da aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft

Comissão Europeia começará Fase 2 na investigação da aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft

Comissão tem preocupações sobre a Microsoft restringir jogos da Activision Blizzard apenas para seus consoles, PC e serviços como Game Pass
#Games Publicado por Billy Butcher, em

A possibilidade de a Comissão Europeia passar para a Fase 2 da investigação da Microsoft-Activision já estava no ar, uma vez que a Microsoft se recusou a apresenta provas as supostas acusações da Sony sobre a Fase 1 da investigação, e agora foi oficializado. No momento, não foi dado luz verde a compra pela Comissão e, portanto, passamos para uma fase mais aprofundada investigações para melhor avaliar os efeitos da aquisição.

A Comissão Europeia dará uma opinião definitiva sobre o acordo Microsoft-Activision Blizzard em um futuro próximo, com o prazo da Fase 2 definido para 23 de Março de 2023. A resposta oficial chegará nessa data.

Por trás da decisão de não dar luz verde aos acordos agora estariam "dúvidas sobre a possibilidade de a aquisição reduzir a concorrência no mercado de distribuição de jogos em PCs e consoles", razão pela qual a Comissão pretende investigar aprofundar a questão e, assim, fazer avaliações mais cuidadosas.

"Em particular, a Comissão está preocupada que, ao adquirir a Activision Blizzard, a Microsoft possa restringir o acesso aos seus jogos no PC [Windows] e consoles [Xbox], especialmente produções de alto perfil e de grande sucesso comercial, como 'Call of Duty'", é explicado.

A Comissão Europeia continua:

“Das investigações preliminares depreende-se que a Microsoft pode ter a capacidade, para além de um potencial incentivo económico, de desafiar os seus rivais com exclusivos, excluindo-os da distribuição de jogos da Activision Blizzard ou limitando as formas [plataformas] de acessar seus jogos."

A Comissão também cita os serviços da Microsoft, como o Xbox Game Pass e a Nuvem via Xbox Cloud Gaming, que podem ajudar a alimentar ainda mais essas limitações e impedir os jogos da Activision Blizzard serem disponibilizados em outras plataformas.

“Estratégias restritivas semelhantes poderão reduzir a concorrência através de preços mais elevados, qualidade inferior no produto final e menos notícias na distribuição de jogos que possam pesar nos utilizadores finais”, acrescenta a Comissão.

“A dúvida é que a Microsoft consiga reduzir as capacidades dos jogos de seus concorrentes fabricantes de sistemas operacionais de PC para competir com o Windows, vinculando o catálogo de jogos da Activision Blizzard ao sistema, além da distribuição na Nuvem via Xbox. Isso pode afetar a compra de PCs que não sejam Windows."

Portanto, a situação está ainda em pleno andamento, aguardando para saber qual será o resultado da Fase 2 da Comissão Europeia. Enquanto isso, a Take-Two deu sua opinião sobre o acordo Microsoft-Activision nas últimas semanas, com o CEO da editora, Strauss Zelnick, insinuando que há apenas uma empresa que realmente se opõe ao acordo.

Fonte: VGC
Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Publicações em Destaque
#Games, Por coca,
#Games, Por coca,
#Games, Por VSDias55,