Califórnia entra com pedido de objeção pela tentativa da Activision Blizzard em escapar do seu processo judicial

Califórnia entra com pedido de objeção pela tentativa da Activision Blizzard em "escapar do seu processo judicial"

Editora de Call of Duty e Overwatch estava tentando comprometer seu processo atual com um pagamento de US$ 18 milhões em um caso anterior de 2018
#Mundo Publicado por Billy Butcher, em

O Departamento de Fair Employment and Housing (CFEH) da Califórnia entrou com uma objeção a um acordo recente entre a Activision Blizzard e a Equal Employment Opportunity Commission (EEOC), alegando que isso causaria "dano irreparável" aos seus processos judiciais em andamento.

O acordo, anunciado em setembro, visava a Activision Blizzard concordar em pagar US$ 18 milhões para os funcionários afetados depois que uma investigação da EEOC iniciada em 2018 descobriu que trabalhadores da editora foram assediados sexualmente, discriminados por engravidar e sofreram retaliação pela empresa após reclamar do comportamento.

A investigação da EEOC, embora esteja em andamento há muito tempo, só chegou às manchetes depois que um processo judicial do Departamento de Fair Employment and Housing da Califórnia causou ondas de choque na indústria em julho de 2021, alegando assédio sexual, discriminação e uma cultura de trabalho de "Frat Boy" na divisão Blizzard Entertainment da editora.

As consequências do processo da DFEH foram imediatas e significativas, greves de funcionários, a saída do presidente da Blizzard J. Allen Brack e outros executivos de alto nível, novas ações legais e até mesmo uma investigação separada pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, mas agora a DFEH apresentou objeções formalmente ao recente acordo da EEOC, argumentando que o acordo prejudicaria seu processo em andamento contra a Activision Blizzard.

Através de documentos compartilhados pela Axios, a DFEH diz que o acordo da EEOC causaria "dano irreparável" ao seu próprio processo se aprovado pelo tribunal, visto que seus termos exigiriam, entre outras coisas, que os funcionários liberassem a Activision Blizzard de reivindicações sob Lei do estado da Califórnia.

“A ação de execução pendente da DFEH contra os Réus será prejudicada por renúncias não informadas que o decreto proposto torna condicional para que as vítimas obtenham alívio”, diz a DFEH.

"O decreto de consentimento proposto também contém disposições que sancionam a destruição efetiva e/ou adulteração de evidências críticas para o caso da DFEH, como arquivos pessoais e outros documentos que fazem referência a assédio sexual, retaliação e discriminação."

Parece que essa história ainda está longe de terminar, mesmo quando nos últimos dias as coisas pareciam estar quase resolvidas. Aguardaremos os próximos capítulos do que acontece com a Activision Blizzard em toda essa situação nos próximos dias.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Publicações em Destaque