OPINIÃO: eFootball 2022 atualiza as definições de vergonha alheia

OPINIÃO: eFootball 2022 atualiza as definições de vergonha alheia

O eFootball 2022 é simplesmente indefensável!
#Artigos Publicado por wrplaza, em

Em pleno 2021, ainda existem aqueles que tentam defender ou fazer vista grossa para jogos que são lançados de maneira inacabada ou com problemas que comprometem frontalmente a experiência in game. A defesa sempre é acompanhada daquele que virou o chavão clássico quando este tema está em pauta: calma, daqui a pouco as atualizações vão consertar as coisas.

Acredito que com o eFootball 2022 nem mesmo os mais otimistas ou defensores ferrenhos da franquia, ainda nos anos como PES, ousariam sustentar tal hipótese. Sem exageros e sem nenhuma pretensão de forçar a barra para o lado negativo das coisas, o eFotball 2022 é o maior fiasco da indústria dos games nos últimos anos. Um jogo com 100% de aproveitamento zero.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy82MC8wNTkwMTIud2VicA==

Pra mim o efeito de desgosto ao jogar duas partidas em sequência no eFootball 2022 foi ainda mais forte, já que não joguei aquela demo que a Konami lançou em junho. Demo que tinha como propósito ser um teste de performance do modo online do eFootball 2020, uma maneira de testar os servidores.

Assim como já vimos em outras circunstâncias, a própria empresa envolvida no projeto colocou seu produto num patamar absurdo para construir o hype - elemento cada vez mais importante na indústria do entretenimento. A Konami chegou a afirmar que seu novo jogo teria a capacidade de criar momentos fotorrealistas, com a pretensão que fosse exatamente a reprodução do mundo real.

Esse reforço do hype é ainda mais claro dentro do próprio game, numa das mensagens que aparecem para o jogador, a Konami destaca que tudo começou com a determinação implacável de criar uma experiência revolucionária de futebol. “Nossa ambição era de recriar a experiência futebolística perfeita, do gramado, passando pelos movimentos dos jogadores, até a torcida no estádio”, diz o comunicado.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy82MC8wNTkwMDgud2VicA==

Aliado ao texto pomposo, o eFootball 2022, que marca o abandono oficial da marca PES, também chamou atenção por uma nova estratégia. O game passa a serfree-to-play (F2P), que, de acordo com a Konami, coincide com as mudanças no ambiente de mercado.

A ideia é oferecer a jogabilidade gratuita para gamers do mundo inteiro e lucrar com conteúdos adicionais que serão vendidos separadamente. Levando em conta o hate que a comunidade está destinando ao eFootball 2022, acho difícil a Konami ter grandes pretensões em termos de lucro para este jogo.

Como disse acima, joguei duas partidas em sequência no eFootball 2022. A partida inicial, que é pré-determinada pelo próprio game, foi um confronto entre Portugal x Argentina. Controlei a Argentina, escolha predefinida pelo game.

A segunda partida, já com acesso aos menus do game e seleção de times, optei pelo Manchester United para enfrentar o Bayern de Munique.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy82MC8wNTkwMTUud2VicA==

Limitarei aqui a comentar a minha experiência estritamente com o eFootball 2022, sem nenhuma comparação com edições anteriores do PES. Quero passar aqui o que eu acredito que um jogador que não tem nenhuma lembrança recente do PES terá ao jogar o eFootball 2022.

Joguei no PC, que, infelizmente, é a pior plataforma atualmente para os dois maiores jogos de futebol do mercado.

No caso do eFootball, porque o jogo não entrega absolutamente nada de interessante em termos de jogabilidade. No caso do FIFA 2022, a EA resolveu não adotar, na versão para PC, os avanços em termos de movimentação e física da tecnologia Hypermotion. A nova geração de games de futebol, até o momento, é somente nos consoles mesmo (Xbox Series X/S e PS5).

A Konami até tentou entregar uma experiência mais envolvente para o jogador, levando em consideração diversos elementos que fazem parte de uma transmissão esportiva. Como a exibição da chegada de jogadores ao estádio, o vestiário, os segundos antes do acesso ao gramado, e até mesmo a zona mista, local em que os repórteres conversam com os atletas no pó-jogo.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy82MC8wNTkwMTYud2VicA==

A ideia é bem-vinda, mas a execução é sofrível. Esses momentos, levando em conta a experiência em jogo, dependem diretamente que a parte visual, a riqueza de detalhes e a movimentação, consiga recriar da maneira mais fiel possível. Mas o que acontece é uma chuva de memes sem fim.

As expressões fantasmagóricas dos jogadores é um prato cheio pra qualquer página em rede social de memes. É constrangedor assistir os jogadores perfilados no gramado e reparar que muitos deles parecem ter um corpo de espuma usada para estofar sofá.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy82MC8wNTkwMDkud2VicA==

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy82MC8wNTkwMTAud2VicA==

Até mesmo o simples momento de uma camisa pendurada no vestiário não passa batido. É tudo chapado, sem tridimensionalidade. Parece uma fotografia recortada de qualquer jeito com uma tesoura infantil e colada na parede.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy82MC8wNTkwMTEud2VicA==

Passando para a partida. A sensação era de que eu estava controlando pinos de boliche. A movimentação é truncada, sem nenhuma fluidez. Os jogadores correm da maneira mais bisonha possível. Passa longe de recriar uma partida de futebol.

Mesmo com o Hypermotion, no FIFA 2022 ainda encontramos alguns movimentos estranhos e sem noção, mas no eFootball 2022 parece que só tem isso, movimentos estranhos em loop. Nada ali conseguiu me conectar com o jogo. Fiquei em ambas as partidas totalmente distraído com o que não funcionava, é praticamente impossível fixar em algum ponto que tente promover uma imersão.

A câmera padrão do game, chamada de modo duelo, tem um efeito de aproximação que é completamente descartável, e inclusive atrapalha um pouco quando se está pensando em possíveis jogadas para aquele lance.

É lamentável que uma franquia que eu já curti tanto no passado, se transformou num pastiche de si mesmo, alcançando o posto do jogo mais mal avaliado da Steam, superando o Flatout 3.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy82MC8wNTkwMTcud2VicA==

Lamento também que este jogo retrate mais uma vez o quão é escasso para um amante do futebol ter uma boa experiência deste esporte no mundo virtual. Enquanto alguns outros gêneros avançam de maneira interessante em transições de geração, jogos de futebol parecem evoluir a passos muito lentos.

wrplaza
wrplaza

William R. Plaza #WrP

Editor-chefe do Hardware.com.br, integrante do staff do GameVicio, e aficionado por tecnologias que realmente funcionam. Instagram: @plazawilliam

Equipe do Site
Publicações em Destaque
#Games, Por Frocharocha,
#Mundo, Por Goldeneye_007,
#Mundo, Por coca,