Escritora dos recentes Tomb Raider critica a Rockstar Games por GTA V conter apenas protagonistas homens

Escritora dos recentes Tomb Raider critica a Rockstar Games por GTA V conter apenas protagonistas homens

Falando com a Wired, a escritora da Crystal Dynamics comentou sobre a falta de inclusão nos jogos
#Games Publicado por Billy Butcher, em

Rihanna Pratchett, conhecida roteirista de vários jogos de sucesso, incluindo a premiada trilogia recente de reboot dos Tomb Raider, deu sua opinião pessoal sobre o polêmico Grand Theft Auto V da Rockstar Games, comentando em particular sobre a decisão do estúdio do Reino Unido de contar a história do mundo e dos personagens através de 3 personagens homens.

Falando em uma entrevista exclusiva para a Wired, Rihanna Pratchett, filha do escritor Terry Pratchett, criticou o jogo da Rockstar North, afirmando que ficou desapontada ao descobrir que todos os três protagonistas, Franklin, Michael e Trevor, eram homens.

Evidentemente, a autora teria gostado de um toque feminino dentro do trio formado pela equipe do jogo. Pratchett discutiu o assunto dizendo que estava curiosa para saber como agiriam os escritores que "tendem a fazer mundos de jogos hiper-masculinos" se tivessem que criar algo com um material mais próximo das mulheres.

Em suma, a roteirista deseja uma convivência e uma troca entre os sexos mais presentes no mundo dos videogames, já que “a masculinidade não é só o mundo dos homens e a feminilidade não é só o mundo das mulheres”.

Como exemplo, Pratchett citou a série de televisão Orange is the New Black, que tem conseguido contextualizar as protagonistas femininas numa prisão, habitualmente abordado por figuras masculinas.

Posteriormente, a roteirista foi comentar sobre críticas que recebeu por sua entrevista no Twitter, citando:

''Expressei um desapontamento extremamente moderado por GTA V não ter uma protagonista feminina (uma oportunidade perdida) e agora devo pagar por ter dito isso. Mias uma semana sendo-uma-mulher-do-mundo-dos-jogos-na-Internet.''

''Fiquei até mesmo recebendo mensagens de piadistas 'hilariantes' dizendo que eles estavam desapontados porque as protagonistas de Mirror's Edge (Faith Connors) ou Tomb Raider (Lara Croft) não eram homens. Não é bem a pegadinha que você pensa. É o seguinte…''

''Quando temos um jogo de ação e aventura que envolve a mudança de perspectivas entre 3 personagens femininas em uma franquia que tem sido consistentemente liderada por mulheres (e pode ser bem interessante se não for por uma vez), então você vai ter minha permissão para ficar desapontado por não ter qualquer homem.''

Segundo o que já saiu por grandes nomes como a VGC e Bloomberg, incluindo Jason Schreier e Tom Henderson, o próximo GTA, Grand Theft Auto VI, deverá ter pelo menos uma mulher como protagonista, algo que a Rockstar quer consertar, dando mais ênfase na diversidade.

De acordo com Schreier, isso vem muito após seu dossiê de 2018, um relatório revelador que explorou problemas e polêmicas na estrutura geral da Rockstar Games, pouca semanas antes de Red Dead Redemption II ser lançado. A empresa virou alvo de retaliação por toda a internet por mais de 9 meses, e quando ressurgiu em 2019, revelou uma série de mudanças na sua gerência, incluindo a abolição do Crunch-Time e a nomeação de 2 mulheres para liderar a Rockstar Toronto e Rockstar San Diego.

E você, o que você acha da opinião de Rihanna Pratchett?

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Publicações em Destaque
#Games, Por Frocharocha,
#Mundo, Por Goldeneye_007,
#Mundo, Por coca,