AcerAcer
AcerAcerAcerAcerAcerAcer
Psychonauts 2 é a história da Double Fine crescendo

Psychonauts 2 é a história da Double Fine crescendo

Tim Schafer reflete sobre Psychonauts 2 e este ponto único na história da Double Fine
#Prévia Publicado por KingsGoku, em
Cuidado, Spoiler abaixo!!!

DoubleDobroA Fine Productions é um estúdio que conhece muito bem os altos e baixos do desenvolvimento de jogos. Entre os acordos de publicação que fracassaram, demissões, vários atrasos em jogos e um processo envolvendo duas das maiores empresas de videogame do setor, a equipe teve que lidar com seu quinhão de instabilidade.

Quando a empresa anunciou a sequência de seu sucesso cult Psychonauts, o fundador Tim Schafer pensou que fazer o jogo seria uma "moleza de dois anos", disse Schafer à Polygon em uma recente ligação da Zoom. Acontece que desenvolver o título se tornou uma "montanha-russa de cinco anos".

Embora tenha demorado cinco anos para fazer o primeiro jogo, a equipe havia aprendido muito e Schafer sentiu que todos estavam mais preparados para enfrentar a sequência. Desta vez, porém, surgiram novos obstáculos para navegar, explicou Schafer. "Não importa há quantos anos você esteja no desenvolvimento de jogos, há novos desafios, novas equipes, novas tecnologias, o que torna cada jogo um desafio único", disse ele.

Mesmo assim, a equipe persistiu. Depois de três atrasos e dificuldades financeiras por parte da editora anterior do estúdio, Psychonauts 2 finalmente será lançado em 25 de agosto. Isso faz mais de cinco anos desde que foi anunciado pela primeira vez como uma campanha Kickstarter em 2015 no Game Awards.

Apesar desses problemas, Schafer teve um tom visivelmente brilhante ao falar sobre o lançamento iminente do jogo. Talvez seja porque seu estúdio está em um local mais estável. A Microsoft adquiriu a empresa em 2019, e agora parece que o céu azul está à frente para Double Fine.

Psychonauts 2 marca um novo capítulo, uma conjuntura única na história do estúdio. A história do jogo também marca uma mudança de vida para o protagonista da série, o intrépido jovem psíquico Razputin "Raz" Aquato, que se aventura no grande mundo oficial do HQ dos Psychonauts pela primeira vez. A sequência começa logo após os eventos do jogo de RV Psychonauts in the Rhombus of Ruin, que foi ambientado após os eventos do primeiro jogo Psychonauts lançado em 2005. Polygon reproduziu uma prévia de Psychonauts 2 no Xbox Series X que incluía o primeiro quatro horas de jogo, bem como algumas outras seções.

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmltZ3VyLmNvbS92RFZJcUEyLmpwZw==

Quando Raz chega ao HQ Psychonauts, ele rapidamente percebe que não é nada parecido com o acampamento de verão que ele participou no primeiro jogo. É um campus vasto, corporativo e futurista que está muito longe da atmosfera rústica e fragmentada do acampamento. Quando ele aparece, ele se depara com um cenário de "garoto novo no quarteirão". Raz é intimidado por outros médiuns e recebe o papel de estagiário.

A história de Raz é paralela à de Double Fine, de certa forma. Nos primeiros dias do estúdio, era uma operação fragmentada iniciada por ex-desenvolvedores da LucasArts em uma garagem que virou escritório em San Francisco. "Costumávamos ser o garoto mais legal do acampamento de verão - e agora somos o menor garoto da gigantesca sede", disse Schafer. Para ser claro, Schafer não escreveu intencionalmente a história de Raz em relação à situação do estúdio, e não há referências à Microsoft no novo jogo. "Mas quem sabe? Quer saber, essa é a coisa com a arte, você nunca sabe por que está fazendo as escolhas que está fazendo."

Ao contrário do Double Fine, que passou por muitas mudanças nos últimos anos, Raz parece preservado no tempo. A sequência permanece fiel à fórmula do primeiro jogo, criando uma experiência de plataforma 3D que se concentra na narrativa. Como vidente, Raz viaja para as mentes de outros personagens e resolve seus traumas mentais explorando suas mentes interiores e apoiando-os na derrota dos pensamentos negativos que se manifestam como chefes. A primeira parte do jogo é sobre Hollis Forsythe, uma líder do QG de Pyschonauts que deve lidar com suas próprias ansiedades que vêm ao liderar os Psiconautas.

Enquanto o personagem do jogador explora sua mente pela primeira vez, uma verdadeira caça ao tesouro o aguarda. Como os Psychonauts originais, este jogo traz de volta ideias, que são desenhos flutuantes que ajudam Raz a subir de nível. Ele também adiciona mais algumas maneiras de fortalecer Raz. Você coletará alfinetes que dão poderes específicos a Raz; por exemplo, um "canhão de vidro" aumenta seu poder significativamente, mas o torna especialmente suscetível a ataques. Novas habilidades aguardam Raz também; seu novo poder de conexão mental permite que ele passe de um pensamento para outro através do ar, quase como um gancho entre as minúsculas espirais que representam os pensamentos. Raz também pode unir os lóbulos cerebrais para aumentar sua saúde e trazer as etiquetas de bagagem de volta à sua "bagagem emocional", em sua busca para subir de posto de estagiário humilde.

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmltZ3VyLmNvbS9nbG02TWZGLmpwZw==

Ao longo de tudo isso, Raz mantém seu charme infantil. "Eu realmente amo a intensidade desse garotinho realmente sério que era um mestre das artes marciais", disse Schafer. "[Raz] não tem um centímetro de sarcasmo. Quando ele está falando sobre os Psychonauts, ele leva isso muito a sério. Tipo, ele ama ⁠ - ele os adora e realmente quer ser um." No jogo, sempre que você desbloquear um novo poder psíquico para Raz, ele recebe um novo patch em sua bolsa de mensageiro e, em seguida, faz uma pequena pose. Parece muito dramático, com holofotes e tudo. É uma forma de nos ajudar a ver Raz da maneira como ele se vê.

Schafer quer que os jogadores entendam a maneira como Double Fine se vê também. Apesar da aquisição da Microsoft, uma missão central permanece verdadeira dentro do estúdio: eles esperam puxar a cortina para a criação de jogos e mostrar que os jogos são feitos por pessoas. Schafer disse a Polygon: "Sempre quis que os jogadores e criadores de jogos não sentissem essa barreira entre eles, que há pessoas que fazem jogos e pessoas que os jogam, porque as pessoas que fazem os jogos também os jogam muito."

"Eu acho que muitas vezes você está jogando um jogo que fica tão bravo porque você sabe que sua espingarda não tem o poder certo que você queria, ou algo assim ⁠ - mas se você realmente soubesse quanto trabalho foi necessário para fazer essa espingarda, e quanto cuidado foi dado a essas decisões, acho que só iria aumentar o seu prazer nos jogos." O estúdio criou uma série de documentários sobre o desenvolvimento do jogo Broken Age para qualquer pessoa assistir no YouTube e, Schafer falou abertamente sobre os desafios que o estúdio enfrentou .

Schafer parece otimista quanto ao futuro do estúdio com a Microsoft. O suporte adicional da Microsoft permitiu a Double Fine terminar o jogo completamente, bem como adicionar as lutas de chefe de volta. Além disso, Schafer disse a Polygon que está "animado" com o lançamento do jogo para Xbox Game Pass. Para ele, estar no serviço vai permitir que muito mais gente se divirta.

"Quando alguém está em uma loja de varejo e está segurando uma cópia física de um jogo e tentando descobrir qual comprar, é uma decisão difícil", disse Schafer. "Mas quando eles estão no Game Pass, há muitos jogos excelentes. Eles estão muito mais dispostos a dar uma chance a um jogo de aparência estranha, e nós tentamos fazer jogos de aparência estranha."

E ai, estão animados para jogar Psychonauts 2? Você acha que pode ser um grande salto para o game ser lançado diretamente no Game Pass? Deixa sua opinião nos comentários!

Fonte: Polygon
KingsGoku
KingsGoku

Um jogador que adora games de sobrevivência e construção

Usuário do Site
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque
#Artigos, Por meganinja,
#Games, Por PuraMaldade,
#Games, Por VSDias55,