Amy Hennig, criadora e diretora da trilogia Uncharted, comenta sobre seu novo AAA Single-Player

Amy Hennig, criadora e diretora da trilogia Uncharted, comenta sobre seu novo AAA Single-Player

O objetivo da Skydance New Media é criar jogos de Ação-Aventura com foco em serviços de assinatura e de nuvem
#Notícias Publicado por Billy Butcher, em

Já faz alguns anos que a aclamada diretora e escritora Amy Hennig saiu da Naughty Dog após relatos de atrito entre sua visão artística com a do diretor de The Last of Us do estúdio, Neil Druckmann, e desde então Hennig não conseguiu lançar um novo jogo.

Conhecida por ter dirigido, escrito e produzido Soul Reaver: Legacy of Kain, Amy Hennig foi vital nos primeiros anos da Naughty Dog, sendo diretora de Jak 3, e posteriormente sendo diretora e escritora principal da trilogia Uncharted, franquia na qual ela criou, bem como ela deu vida aos personagens da franquia, como Nathan Drake.

Em 2014, Hennig foi contratada pela Electronic Arts para ficar no papel máximo da Visceral Games, de chefe de estúdio e diretora, sendo responsável em dar vida a um novo Star Wars com o codename "Project Ragtag", na qual seria um Single-player de TPS no formato Ação e Aventura com o cenário Bounty Hunter, mas que acabou sendo cancelado em 2017, pois a EA achou o projeto "Single-player demais", não indo de acordo com o que a editora gostaria.

Com isso foram mais de 3 anos e meio jogados fora, só que em 2019 uma nova luz se abriu, quando Amy se juntou ao famoso estúdio de cinema e videogames Skydance Media, mais conhecido por produzir e desenvolver os filmes da série Missão: Impossível, Top Gun, Star Trek, G.I. Joe, e muitos outros.

Lá na Skydance, a diretora fundou a New Media Division, uma nova subsidiária responsável em criar AAAs de Ação-Aventura guiados pelo forte aspecto da narrativa, como uma fusão entre as ideias da Amy Hennig com os filmes da Skydance, porém tendo um forte senso de Gameplay. Já foram contratados vários nomes para dar vida a primeira IP de jogos da Skydance New Media, vindos até mesmo da própria Visceral Games.

Falando a respeito desse projeto e do que é a Skydance New Media em si, Amy Hennig comentou que o estúdio deseja criar títulos de ponta e com alta qualidade na estrutura de Single-player, porém com um diferencial: o foco aqui é para eles serem lançados (ou terem parceria) com o Cloud Game Streaming (como o Stadia, Xbox xCloud e PS Now) e Serviços de Assinatura (como o Xbox Game Pass).

Hennig falou sobre esse diferencial, uma "quebra de barreiras", onde um produto de Ação e Aventura com um formato de início, meio e fim se dará bem em um design de economia que é mais conhecido por se focar em experiências com grande duração, que é o caso dos Serviços de Assinatura de jogos em geral:

"Depois que a Visceral fechou, nós dois (Amy e David Ellison, CEO da Skydance) olhamos para a indústria de videogames em geral, e Dissemos que íamos demorar um pouco para voltar”, disse Hennig.

“Olhando para a paisagem, parecia que estávamos em um ponto de inflexão. E não apenas a indústria de jogos, mas o centro da indústria de entretenimento como um todo."

"E assim, tivemos a sorte de ter a oportunidade de fazer uma pesquisa da indústria e falar com as pessoas e interagir com pessoas da indústria, bem como da indústria de entretenimento tradicional. Só para ver onde as pessoas pensavam que o vento estava soprando. Com quem iríamos fazer parceria?"

"A indústria começou a borbulhar sobre Cloud Gaming e Streaming de Jogos. E falamos de streaming em tempo real. Todos esses são quase a mesma coisa. A ideia de que, como você sabe, surgem plataformas como Microsoft xCloud e Google Stadia, e tantos outros."

"E como vemos o 5G no horizonte, haverá uma fome enorme por conteúdo interativo em tempo real que seja igualmente acessível para nós em nossos dispositivos”, disse ela.

“Tão sem atrito quanto o streaming de vídeo agora. E então eu meio que olhei para o tipo de interseção de experiência que eu acho que será necessária para realmente aproveitar a oportunidade desse novo cenário de mídia."

"Isso é entender muito bem a história e o personagem. E isso é algo que, você sabe, poderíamos fazer melhor no jogo às vezes. Mas você sabe, nós melhoramos, mas ao longo dos anos, mas pegamos muitas dicas visuais de filmes."

Os videogames estão se unindo como uma forma de arte, da mesma forma que o Cinema e a TV. E é a confluência de várias coisas que o público moderno deseja, disse Amy Hennig.

“O outro aspecto, claro, é a produção em tempo real e o conhecimento sobre como fazer CG em tempo real (animação gerada por computador). Como usar a captura de desempenho, como fazer produção virtual. E a outra esfera é a jogabilidade interativa”, disse ela.

“É onde essas três esferas se cruzam. Esse é o ponto ideal. Acho que entender a história, em tempo real e interativo, nos torna realmente bem posicionados para criar conteúdo inovador neste cenário, que acabará sendo dominado pelo Streaming.

Amy Hennig ainda se lembra que muitas pessoas perderam seus empregos com o fechamento da Visceral Games em 2017 pela Electronic Arts. Ela disse que trouxe as lições que aprendeu para a Skydance New Media.

“Estamos vendo esse tipo de tendência ou divisão até mesmo na indústria: a tensão, financeira ou empresarial, de tentar administrar um estúdio gigante com mais de 300 pessoas sob o mesmo teto”, disse ela.

“Isso coloca muita pressão sobre o poder criativo ter esses sucessos de bilheteria. Acho que podemos tirar algumas lições de outras mídias de entretenimento. Você pode fazer algo com uma pequena equipe principal. Isso é algo que os desenvolvedores independentes aprenderam. Você pode usar o desenvolvimento distribuído."

"Você pode usar parceiros especializados que são especialistas no que fazem, mas não precisa carregar esse custo sob o mesmo teto o tempo todo. Eles vão começar pequenos e se unir e se separar conforme os projetos aumentam e diminuem. Acho que precisamos fazer mais disso na indústria interativa para sermos sustentáveis."

No que diz respeito aos fundamentos, Hennig disse:

"Você precisa ter muita confiança e as pessoas ao seu redor precisam valorizar um bom equilíbrio entre vida pessoal e profissional, valorizar a honestidade e valorizar a colaboração. Aquele bom cadinho de entrar na sala e descobrir criativamente juntos."

"Você não quer autoria. Você deseja criar um ambiente realmente favorável, propício e criativo, onde as pessoas possam se desenvolver e se sentir confiáveis ​​e com poder e sentir que têm alguma autonomia criativa."

Um dos últimos detalhes que sabemos é que a Nova IP de Ação e Aventura da criadora de Uncharted adotará da Unreal Engine 5 da Epic Games como seu motor gráfico. Estaremos de olho para quando o título for anunciado oficialmente.

E você, está empolgado?

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por T1cT4c,
#Games, Por BillyButcher,