Video Game Awards | Relembrando o nascimento, sucesso e declínio do famoso Show de Premiações

Video Game Awards | Relembrando o nascimento, sucesso e declínio do famoso Show de Premiações

Uma repaginada no passado para se lembrar dos 11 anos de Spike Video Game Awards
#Artigos Publicado por Billy Butcher, em

Antes do atual The Game Awards (TGA) criado por Geoff Keighley em 2014, a indústria de videogames, assim como a da Música e Cinema, tinha um evento totalmente dedicado para assinantes da Spike TV, onde era o Spike - Video Game Awards (VGA).

Introduzido pela primeira vez em 2003, a cerimônia coletou diversos méritos e destaques, não só pelos prêmios, mas pelos entrevistados, desenvolvedores ali presentes, os shows de musical que sempre apareciam, e a introdução, na época, inovadora, de World Premier's, anúncios de jogos durante o evento.

Com o passar dos anos, isso foi crescendo, seja na popularidade, no número de anúncios e surpresas, convidados especiais, novos anúncios, entrevistas exclusivas, e inclusive nos assinantes da Spike TV. Em 2011, marcou-se um ápice da VGA, onde coletou 19 milhões de espectadores em simultâneo, sendo ali o maior recorde do Show.

Porém, tudo mudou em 2013, quando o formato do evento foi alterado para VGX, ainda sob a bandeira da Spike TV, mas agora em um estilo meio 'Threehouse', com um único apresentador dentro de um lugar, premiando os desenvolvedores, sem todo aquele espetáculo.

A VGX foi considerada um fracasso, até porque ela abordou o formato de Streaming, ao invés da Spike TV, foi usado a transmissão local no YouTube, Twitch, e demais outros meios como os canais, e foi aí que a morte do evento aconteceu; ironicamente, foi justo após a VGA completar 10 anos.

Nesse artigo, falaremos sobre os melhores momentos dos 10 anos de VGA (e 1 ano de VGX), seu sucesso, anúncios e jogos que mais foram prestigiados no evento, momentos engraçados (e outros polêmicos), e como tudo isso influenciou na nossa atual TGA.

Melhores Momentos e Relembrando o Formato do Evento:

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLnZpbWVvY2RuLmNvbS92aWRlby82MDM5NTc0ODBfMTI4MHg3MjAuanBn

Seguindo um modelo ainda mais aberto e até mais acelerado que o atual The Game Awards, a VGA seguia o modelo 2 horas de apresentação, com 1 hora antes sendo inteiramente voltada para o Pré-Show, onde havia um repórter do programa andando pelo Salão da Fama do evento, contatando com desenvolvedores, editoras, e até mesmo chefões de empresas, falando sobre Jogos, Consoles, Hardware, Anúncios, e mais.

Entre alguns destaques, podemos citar a VGA 2011, onde ocorreu uma engraçada entrevista, até hoje lembrada pelo público, onde uniu Jack Tretton, na época CEO da Sony Computer Entertainment, com Don Mattrick, na época CEO do Xbox, falando sobre a rivalidade do PS3 e Xbox 360.

A estrutura do evento como um todo era bem similar ao dos VMA (Music Awards) e MVA (Movie Awards), hoje de propriedade da MTV, e continham vários hosts em volta conduzindo um show de palco, e foi lugar para vários anúncios, como BioShock Infinite, Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, The Last of Us, Gears of War 3, Dark Souls II, Mass Effect 3, No Man's Sky, South Park: The Stick of Truth, e outros.

Um dos maiores anfitriões do evento é Geoff Keighley, que atuou como produtor executivo do Spike Video Game Awards de 2006 até 2013, e após esse ano, montou seu próprio show de cerimônia com premiações, a TGA. Outro apresentadores conhecidos, que participaram do evento, incluem Samuel L. Jackson (4 vezes apresentador da VGA), Zachary Levi, Neil Patrick Harris e Jack Black.

Quanto ao palco da cerimônia, sempre variou entre 2 Big Stages. Durante os 10 anos de existência do Spike VGA, foram intercalados entre o Microsoft Theater (Los Angeles) e o Sony Pictures Studios (Culver City). Críticas positivas e negativas ao evento sempre existiram, igual na TGA atual, mas historicamente o evento sempre foi visto com bons olhos, com sua reputação caindo mesmo quando chegou em 2013, onde tudo foi alterado, incluindo o nome do evento, dando lugar a polêmica VGX Awards, que falaremos mais tarde neste artigo.

Um dos maiores anúncios do Show sem duvida foi The Last of Us; anunciado como uma surpresa na Spike VGA 2011, há menos de 1 mês a Naughty Dog havia lançado Uncharted 3 no mercado, e muitos haviam encontrado easter-eggs escrito 'Last of Us' no título de Nathan Drake, além de que a Sony revelaria um novo exclusivo de PS3 por lá. Porém, ninguém imaginava que fosse uma Nova IP dos aclamados californianos, e poucos tinham a plena certeza de que ele seria um grande clássico.

Você pode relembrar o trailer de anúncio do jogo no vídeo abaixo, cujo foi estreado na VGA 2011 (Você pode ver o vídeo com a reação da plateia clicando aqui):

LXRERFRtOWtrSFk=

Quem também não lembra do incrível momento da VGA 2012, coincidentemente o último ano do evento com esse histórico nome, na qual teve uma categoria especial para celebrar a década de 2001-2011, com o seguinte prêmio: Game of the Decade.

O vencedor, como você já deve saber, ou se não, poderá ver abaixo no vídeo, foi Half-Life 2, e mostra uma clássica cena do G-Man na hora de divulgar o vencedor, cujo quem premiou o título da Valve e Gabe Newell foi Jack Black. Confira:

YVh0aXB1ZkVsaFE=

Também neste mesmo ano tivemos uma grandiosa Orquestra para divulgar o GOTY 2012, na época disputado por The Walking Dead, Assassin's Creed III, Dishonored, Journey e Mass Effect 3; a orquestra foi liderada pelo famoso e ilustre compositor Lorne Balfe, e até hoje é considerada uma das melhores já feitas em eventos de videogames:

emcxU29fdktpNlU=

O desastre da Spike TV: VGX Awards 2013

IMAGEaHR0cHM6Ly91bnJlYWxpdHltYWcuY29tL3dwLWNvbnRlbnQvdXBsb2Fkcy8yMDEzLzEyL1ZHWF8xMjgweDcyMC5wbmc=

Prometendo ser 'a nova geração do Spike Video Game Awards' (por conta de 2013 ser o ano lançamento do Xbox One e PS4), a Spike TV reformulou toda VGA, com a ideia sendo idealizada por Geoff Keighley, produtor executivo da nova criação, a VGX. Até hoje é difícil entender o porque do X no final do nome, mas esse problema sem duvidas é o menor de todos se formos levar em consideração tudo o que foi o desastroso evento.

Removendo a estrutura original de um Palco com Plateia e Desenvolvedores, a VGX Awards consistia em um local fechado, lembrando o aspecto de Talk-Show / Threehouse, sem público, com 2 apresentadores, o já conhecido Geoff Keighley, e o polêmico... Joel McHale, a maior dor de cabeça da cerimônia.

Também não ajuda que a VGX Awards 2013, logo em sua primeira edição (e última) tenha durado exatas 3 horas e 14 minutos, muito mais do que qualquer transmissão do Spike VGA, que sempre durou no máximo 2h e 30min.

Outra mudança não muito bem aceita foi é onde e como a transmissão foi feita. Diferente de utilizar a Spike TV, além dos canais de transmissão por meio da Xbox Live e a GamesTrailer, foi utilizando plataformas livres de streaming, o YouTube, Twitchtv, Facebook, e rápidos trechos no Twitter.

Apesar de hoje em dia isso já ter se tornado padrão, e na verdade quando essas plataformas não usadas, fica o questionamento do porque, naquele período as coisas eram bem diferentes, e a grande parte da comunidade de jogadores caiu para cima do evento, reclamando da estrutura.

Os pontos aqui foram os piores; Joel McHale. O ator e comediante é bastante famoso, mas no quesito videogames, deixou muito a desejar. Com piadas de bastante mal gosto e uma relação de quase briga com Keighley na transmissão ao vivo, tudo parecia um grande cringe e auto depreciação, e foi bastante torturante assistir aquilo por 3 horas.

Quem não lembra da piada de McHale criticando a Rockstar Games por ser banal? Ou das piadas do WiiU em frente ao PS4 e Xbox One direcionadas pessoalmente, e na frente de Reggie Fils-Aimé, na época presidente da Nintendo of America? Ou dele mesmo criticando o cenário do evento, citando ser de 'material barato'? As coisas ainda pioram, mas não vamos listar tudo, mas caso se interesse pelo caso completo, pode ver aqui.

Depois do desastroso resultado da VGX Awards, a Spike TV, no final de 2014, anunciou que iria abandonar a Spike Video Game Awards, na época com uma carta aberta para comunidade, onde também pediu desculpas pela última celebração que havia sido de bastante mal gosto com a comunidade. O rompimento da união de Spike TV + GamesTrailer levou na morte dessa última.

Com isso, o produtor executivo da GamesTrailer, e apresentador do Spike VGA / VGX, Geoff Keighley, anunciou que iria dar sequência ao show de forma separada e única; foi assim que algun meses depois surgiu o nosso atual The Game Awards, estreando em 2014 com o nome TGA.

Os Nomeados/Premiados

Também aproveitamos para Tabelar todos os jogos mais nomeados e premiados durante os 11 anos de Spike Video Game Awards, para caso você tenha perdido ou não se lembre mais de quais foram os título com maiores nomeações e premiações de cada edição do evento:

AnoJogo com mais nomeaçõesJogo com mais premiaçõesGOTY
2003Grand Theft Auto: Vice City (5)Grand Theft Auto: Vice City (2)Madden NFL 2004
2004Halo 2 (6)Grand Theft Auto: San Andreas (4)Grand Theft Auto: San Andreas
2005King Kong: The Official Game of the Movie (7)King Kong: The Official Game of the Movie (3)Resident Evil 4
2006The Elder Scrolls IV: Oblivion (10)Gears of War (5)The Elder Scrolls IV: Oblivion
2007Halo 3 (8)Halo 3 / BioShock (3)BioShock
2008Grand Theft Auto IV (8)Grand Theft Auto IV (4)Grand Theft Auto IV
2009Uncharted 2: Among Thieves (8)Uncharted 2: Among Thieves (3)Uncharted 2: Among Thieves
2010Red Dead Redemption (12)Red Dead Redemption (6)Red Dead Redemption
2011Portal 2 (13)Portal 2 (5)The Elder Scrolls V: Skyrim
2012Halo 4 (8)The Walking Dead: The Game (5)The Walking Dead: The Game
2013Grand Theft Auto V (10)The Last of Us (4)Grand Theft Auto V

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.