Bloober Team está trabalhando em uma Nova IP com uma famosa editora de videogames

Bloober Team está trabalhando em uma Nova IP com uma famosa editora de videogames

Poloneses também falam sobre sua vitoriosa parceria com a Microsoft e o Xbox Game Pass
#Games Publicado por Billy Butcher, em

Conhecidos pelo seu foco em jogos do gênero Survival-Horror, a Bloober Team já lançou inúmeras obras ao longo dos anos, como Layers of Fear 1 e 2, Observer, e mais recentemente, The Medium.

Hoje, em uma entrevista dada a Games Industry, a empresa falou sobre seu futuro, com o CEO da Bloober Team, Piotr Babieno, citando estarem trabalhando em uma Nova IP (onde agora terá combate), e será publicada por uma famosa editora de jogos.

"Lançamos Basement Crawl para PS4 e, de fato, o jogo é muito famoso porque era o pior jogo para PS4 na época", disse Babieno.

"Fizemos um jogo multiplayer e o multiplayer online não funcionou corretamente."

Depois de refazer o jogo do zero para cumprir suas promessas, a Bloober Team refletiu sobre sua trajetória como estúdio.

“Percebemos em 2014 que trabalhávamos principalmente em títulos que tentavam pegar outras pessoas e outras equipes de sucesso”, diz Babieno.

"Então tentamos fazer algo de que nos orgulharíamos pessoalmente. Decidi que deveríamos nos concentrar no gênero que fosse muito próximo ao nosso gosto."

A empresa girou em torno de jogos de terror psicológico, teve um sucesso de acesso antecipado com Layers of Fear e construiu uma reputação desde então com Observer, Layers of Fear 2, Blair Witch e, mais recentemente, o exclusivo The Medium para Xbox Series X|S e PC.

"O horror psicológico ainda está em nosso DNA", diz Babieno.

“Ainda gostaríamos de ter esse gosto de fazer jogos, mas gostaríamos de contar nossas histórias mais com ação. É por isso que nossos projetos futuros serão mais na perspectiva da primeira pessoa, como The Medium. Teremos muito mais mecânica de jogo avançada."

The Medium é "um projeto no limite" para a Bloober Team, abrangendo a abordagem antiga da empresa e a nova. Babieno diz que o estúdio planeja fazer "jogos AA avançados com qualidade AAA de gráficos e animação, mas é claro um pouco menores".

Ele acrescenta:

"Na verdade, estamos trabalhando há mais de um ano em outro projeto de jogo, outra IP de terror, e estamos fazendo isso com uma editora de jogos muito famosa. Não posso dizer quem."

"Não vou dizer qual é o projeto, mas tenho quase certeza de que quando as pessoas perceberem que estamos trabalhando nele, elas ficarão muito animadas."

Ao longo dos anos, várias franquias de terror voltaram-se para a ação em uma tentativa de aceitação mais ampla e, mesmo quando as vendas provaram a tese, frequentemente se mostraram controversas para a base de fãs em geral.

“Há três anos que temos essa conversa”, diz Babieno.

"Porque percebemos que estamos em um nicho e gostaríamos de torná-lo mais amplo. Nossos projetos futuros não serão necessariamente jogos de terror. Eles poderiam ser chamados de thrillers. Somos muito mais amplos com o The Medium e as coisas que estamos tentando fazer no futuro."

"Se você pensar em Resident Evil 8, Hellblade 2, mesmo em alguns aspectos The Last of Us... Esta é a área em que gostaríamos de estar. E ainda assim gostaríamos de manter nosso DNA, mostrando alguns medos e emoções, aquelas coisas que estão escondidas aos nossos olhos."

"Mas, novamente, não gostaríamos de fazer do ambiente nossa narrativa, mas ter uma narrativa 'real' com personagens, ação e assim por diante."

Babieno sabe que alguns fãs estarão dispostos a conferir os esforços futuros do Bloober Team simplesmente com base no histórico do estúdio até o momento, mas isso claramente não será suficiente para se destacar em um gênero de terror que não está apenas crescendo, mas se diversificando com sucessos inovadores como a Phasmophobia cooperativa de quatro jogadores.

“É claro que temos alguns fãs principais que voltam aos nossos jogos porque são produções da Bloober Team, mas é tudo uma questão de ter uma proposta de venda única”, disse Babieno.

"Se você pudesse oferecer algo diferente do que está no mercado, há muito mais chances de as pessoas darem uma olhada. Porque os jogadores poderiam escolher mais do que apenas jogos."

"Eles poderiam escolher programas de TV da Netflix, histórias em quadrinhos ou gastos tempo nas redes sociais com amigos. Portanto, não estamos competindo com outros produtores de jogos de terror; eu diria que estamos competindo pelo tempo dos jogadores."

Se a Bloober Team vai sair vitoriosa nessa competição, Babieno acredita que precisa atingir um público o mais amplo possível. Essa é parte da razão pela qual o estúdio se juntou à Microsoft para colocar Blair Witch e agora The Medium no Game Pass. Existem 18 milhões de assinantes de Xbox Game Pass, diz Babieno, e a maioria não conheceria o The Medium se não fosse pelo serviço.

“Acho que se você está criando uma IP completamente nova como o do The Medium, sistemas como o Xbox Game Pass são realmente úteis porque os jogadores aprenderão sobre sua marca muito rápido”, diz Babieno.

Enquanto alguns observadores da indústria expressaram ceticismo sobre o efeito de longo prazo do Game Pass e como o modelo de assinatura "Netflix-para-jogos" poderia prejudicar os desenvolvedores, Babieno diz que não vê desvantagens nisso.

Também não atrapalhou o fato de que, quando Blair Witch foi lançado no Xbox Game Pass, a Microsoft deu a ele um impulso de marketing, incluindo um trailer de revelação durante seu show no palco da E3 2019.

“É muito importante para um desenvolvedor de jogos mostrar seu jogo para um público tão amplo quanto possível”, diz Babieno.

"Portanto, eu diria que o Xbox Game Pass está nos ajudando e, no futuro, talvez tentaremos fazer isso com a Microsoft novamente."

Independentemente da nova tendência do estúdio para a ação ou de como seus projetos futuros são distribuídos, Babieno está confiante de que seu Bloober-ness inerente ficará evidente para os jogadores.

"Eles ainda serão jogos Bloober Team", diz ele, "e todos que os jogarem terão esse gosto. Mas eles serão muito mais voltados para o mercado de massa."
Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro