AMD está feliz em ajudar Intel e Nvidia a habilitar o Smart Access Memory

AMD está feliz em ajudar Intel e Nvidia a habilitar o Smart Access Memory

AMD está feliz em ajudar Intel e Nvidia a habilitar o Smart Access Memory

Mas eles não vão ajudar muito
Publicado por Deusa Hina, em .

Contexto: Smart Access Memory, ou SAM, é um truque de software/hardware que tira proveito de um recurso do PCI Express chamado Base Address Register. Até agora, apenas a AMD está usando nas suas novas GPUs Radeon RX 6000 para obter um pouco mais de desempenho. Ele permite que a CPU alimente informações diretamente em todo o buffer de memória de vídeo, em vez de apenas uma pequena parte dele. O resultado é uma melhoria de desempenho de cerca de 5-10% dependendo do título, o que não é insignificante.

Quando a AMD anunciou o Smart Access Memory em suas GPUs mais recentes, parecia que o SAM exigia uma cooperação estreita entre a CPU e a GPU. Consequentemente, ele foi lançado como um novo recurso que só funciona quando as GPUs AMD RX 6000 são combinadas com CPUs AMD Ryzen 5000.

A Nvidia, no entanto, acredita que uma forma de SAM pode ser implementada universalmente, desde que todos os fabricantes concordem com alguns padrões, uma vez que ela depende de um recurso do PCI Express. A PC World perguntou a Scott Herkelman da AMD se a AMD acha que isso é possível e em que medida a AMD apoiaria a padronização. Esta é uma transcrição editada da entrevista:

P: Os concorrentes precisarão enviar atualizações de BIOS para todo o seu ecossistema de produtos?

R: Acho que você terá que perguntar a eles. Mas acredito que eles precisarão trabalhar em seus próprios drivers. A Intel terá que trabalhar com seus próprios fabricantes de placas-mãe e em seus próprios chipsets. Acho que há algum trabalho a ser feito por nossos concorrentes.

E, só para ficar claro, nosso grupo Radeon trabalhará com a Intel para prepará-los. E eu sei que nosso grupo Ryzen trabalhará com a Nvidia. Já há conversas em andamento. Se eles estiverem interessados em habilitar esse recurso nas plataformas AMD, não vamos impedi-los.

Na verdade, espero que sim. No final do dia, o jogador ganha e isso é tudo que importa. Somos apenas a empresa que poderia fazer isso mais rápido porque somos a única empresa no mundo (finalmente) com GPUs e CPUs entusiastas.

A padronização de um recurso semelhante ao SAM pode ter um impacto na forma como os jogos são desenvolvidos. Embora o recurso não exija suporte do desenvolvedor, alguns jogos o utilizam de forma muito mais eficaz do que outros: em 1440p, Assassin's Creed Valhalla vê uma melhoria de 14%, mas Shadow of the Tomb Raider vê apenas uma melhoria de 6%. Se os desenvolvedores estiverem dispostos, os títulos futuros podem ser projetados para utilizar o SAM da melhor maneira possível.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Por enquanto, entretanto, o SAM é um bom incentivo para manter seu sistema totalmente AMD. Em nossa média de dezoito jogos em 1440p, a RX 6800 XT foi apenas 5% mais lenta do que a RTX 3090, uma diferença que o SAM pode ser capaz de eliminar.

Além disso, como observamos em nossa análise da RX 6800 XT, o PCIe 4.0 não parece ser necessário para o SAM. Executamos alguns testes limitados em Assassin’s Creed Valhalla enquanto forçamos o PCIe 3.0 em nosso sistema de teste com a X570 e não observamos um declínio no desempenho quando comparado ao PCIe 4.0, o que é interessante.

-Funky-
Deusa Hina #-Funky-
Moderador do Site, 26 anos, Asgard
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.