AcerAcer
AcerAcerAcerAcerAcerAcer
Spiritfarer - Venha conferir a primeira hora desse charmoso game! #GV Review

Spiritfarer - Venha conferir a primeira hora desse charmoso game! #GV Review

Carismático, aconchegante e belo! Conheça esse que é um forte candidato a melhor jogo indie do ano!
#Análises Publicado por Allan Kardec, em

Todos sabem da atenção que gosto de dar a jogos indies, e no meio de tantos lançamentos no cenário, são uns ou outros que realmente se destacam, as vezes pela história, as vezes pela arte ou pela mecânica diferenciada, mas hoje tive o prazer de jogar Spiritfarer, o jogo que reúne estes três pontos e que expressa o carinho que os pequenos produtores indies podem demonstrar aos jogadores.

Das mãos da Thunder Lotus, a mesma indie por trás do incrível Jotun e do complicado Sunderes, eis que surge Spiritfarer, seu terceiro título que desde seu anuncio vem cativando mais e mais jogadores. Um jogo de gerenciamento e com um tema sensível, a morte e como se despedir de quem se gosta.

NF9PNGk5THBMNVU=

O game é um misto de arte visual impecável, trilha sonora relaxante, mecânica simples mas funcional e uma história cativante, que irá te levar por a um mundo, onde você controla Stella, uma barqueira das almas, que durante o jogo deverá coletar recursos, melhorar seu barco, plantar, minerar e fazer outras atividades, enquanto conhece novos espíritos, que serão seus passageiros, e por um tempo irá conviver com você, até que finalmente, chegue a hora de dizer adeus a seus queridos amigos.

Como em Jotun, a Thunder Lotus mostra como sabe criar um ambiente rico e detalhado, neste claro, elevado a potencias, o mundo é extremamente vivo e cativante, os efeitos de iluminação junto com as animações fluidas e a arte desenhada a mão faz toda diferença no game, nota-se que cada detalhe foi pensado para se encaixar nas cenas. Quando estava jogando tive impressão que estava vendo uma animação de cinema de tão rico de detalhado é a arte do game. Quanto a trilha sonora, ela se encaixa perfeitamente, desde o som ambiente, sons de objetos e das movimentações e animações dos NPC's. A mecânica é simples mas funcional, você terá que cumprir objetivos interagindo com os personagens pelo mundo, ou colhendo recursos para melhorar seu barco e agradar seus passageiros.

Slide https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/19/spiritfarer-screenshots-018066.jpg;;;https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/19/spiritfarer-screenshots-018065.jpg;;;https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/19/spiritfarer-screenshots-018064.jpg;;;https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/19/spiritfarer-screenshots-018063.jpg;;;https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/19/spiritfarer-screenshots-018062.jpg;;;https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/19/spiritfarer-screenshots-018061.jpg;;;https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/19/spiritfarer-screenshots-018060.jpg

Não há como não frisar o trabalho da arte e das animações de Spiritfarer, ele possui uma incrível arte feita a mão com detalhes e animações minuciosas que deixam o mundo vivo e cativante, que faz com que o game salte aos olhos de quem assim como eu, não se importa somente com números de FPS e sim com o que é mostrado.

Spiritfarer é um dos games que eu estava mais ansioso e aguardando para ser lançamento, e quando joguei, vi que toda espera foi recompensada. Assim como em Jotun, a Thunder Lotus mostra a força dos indies de criar ideias originais e imaginativas com uma jogabilidade gratificante para refrescar a cena dos games com novidades pequenas mas marcantes.

Como sempre digo, sei que pode não ser um game para todos tipos de jogadores, mas se você curte um game tranquilo, onde irá fazer tarefas simples e repetir alguns objetivos, mas ser recompensado com uma belíssima arte e com história cativante, eis a melhor opção lançada nos últimos tempos.

Spiritfarer já está disponível para PC via Steam, no Xbox One, PlayStation 4 e Nintendo Switch.

10
favorite
Nota
Carismático, aconchegante e belo! Conheça esse que é um forte candidato a melhor jogo indie do ano!
Prós
  1. Belíssima arte desenhada a mão
  2. Animações impecáveis
  3. Trilha sonora que se encaixa perfeitamente ao ambiente e cenas
  4. História e personagens cativantes
  5. Mecânicas simples e intuitivas
Contras
  1. Precisa ter?
Allan Kardec
Allan Kardec #okardec

Analista e Administrador de Sistema vulgo Programador

Amante de artes, com gostos peculiares e até duvidosos!

Todo dia [ou quase] criando uma análise ou indicando um indie interessante ou desconhecido.

Vem me ver testar algum joguim aleatório https://www.twitch.tv/okardec

Administrador do Site, Luziânia, GO, Brasil
Publicações em Destaque
#Artigos, Por meganinja,
#Games, Por PuraMaldade,
#Games, Por VSDias55,