Os rumores de que o console de baixo custo da Microsoft poderia preencher a lacuna entre as iniciativas atuais e de próxima geração. Postado por Ravi
Publicado por MrCalazans, em .
Sempre fomos fascinados pela evolução da tecnologia de consoles. Parecia que foi ontem, que o PlayStation One, conhecido como PS1, PlayStation ou PSX foi lançado pela primeira vez em 1994 no Japão, era o gostinho. Os gráficos estavam à frente do que os PCs eram capazes, tornando de alguma forma os últimos "mortos". Mas julgamentos rápidos não eram o ponto. O ponto era como a tecnologia poderia evoluir a um ritmo tão grande que uma única peça de hardware de jogo, pequena o suficiente para caber logo abaixo da TV, poderia ser capaz de tais feitos imediatamente.

Vídeo do YoutubecnFwY3ducWM5RTg=
O inverso também é verdade. Quando o PS4 e Xbox One foram lançados em 2013, a tecnologia nos dois consoles foi considerada obsoleta imediatamente (a tentativa da Microsoft de empurrar a eSRAM como um de seus principais componentes proprietários é um exemplo importante). No entanto, avance rapidamente para cerca de sete anos depois e o Xbox Series X e o PS5 parecem incríveis fora da caixa. Mesmo se os números brutos o aborrecerem, seus conjuntos de recursos não serão motivo de desprezo.

Hardware baseado no Ray-Tracing, suporte a 4K nativo, suporte a 120 fps, SSD, etc. O Xbox Series X é capaz de adicionar HDR a títulos mais antigos que nunca o suportaram, como Halo 5: Guardians no Xbox One. Ambos os consoles podem transmitir grandes quantidades de dados sem interrupções, reduzindo ou retirando completamente as telas de carregamento enquanto implementam transições instantâneas entre mundos.

No entanto, hoje em dia, assim como em 1994, não se trata apenas da força bruta. É também sobre os jogos, seus colecionadores, seus serviços e suas opções. Todo mundo sabe que a Sony poderia lançar um modelo do PS5 com uma unidade de disco Blu-ray Ultra HD e ainda ver vendas monumentais. No entanto, como a empresa reconhece o número de consumidores digitais que possui, também há uma variante sem unidade de disco sendo lançada ao mesmo tempo. Porém, isso não é uma conveniência, pelo que voltaremos daqui a pouco.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Por que tudo isso é importante para a Microsoft e como isso poderia ajudar a empresa a obter uma vantagem sobre o PS5? Durante o ano passado, mais ou menos, os rumores têm sido desenfreados sobre algo chamado "Lockhart". O mesmo fora citado como a versão de baixo custo do "Scarlett", sendo esta última tornando-se o Project Scarlett e, em seguida, o Xbox Series X. Também haviam rumores de que a Microsoft estaria trabalhando em um console baseado em nuvem, codinome "Maverick", que poderia aproveite sua biblioteca e streaming do Xbox Game Pass. O anúncio subsequente do Project xCloud e seu empacotamento com o Game Pass pareciam corroborar ainda mais esse boato.

Com o passar do tempo, porém, Maverick aparentemente desapareceu e foi dito que o Lockhart foi arquivado . Nós não ouvimos muito sobre o mesmo, até que rumores e relatos de sua revelação começarem a surgir novamente. De acordo com fontes que falaram com o The Verge, há rumores de que o Lockhart possua 7,5 GB de RAM utilizável, 4 TFLOPs de desempenho em GPU e uma “CPU com um pouco de underclock”.

Esse desempenho da GPU pode preocupar alguns, especialmente porque é menor que o desempenho dos 6 TFLOPs do Xbox One X. Há também o fato de o Xbox One X ter 12 GB de RAM GDDR5, dos quais 9 GB estão disponíveis para jogos. No entanto, é importante considerar a arquitetura geral dos dois consoles. Se o Lockhart é realmente uma versão menos poderosa que o Xbox Series X, provavelmente terá um CPU Zen 2, que já o coloca acima do Jaguar personalizado usado no Xbox One X e uma GPU RDNA2, que possui uma velocidade de clock mais alta que o GCN 4 Polaris. Além disso, ele poderia estar utilizando uma RAM GGDR6, resultando em uma maior largura de banda de memória.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Aparentemente, o console terá como objetivo resoluções de 1080p ou 1440p. Nossa teoria é que ele permitirá que os títulos do Xbox Series X rodem de 30 a 60 fps a 1080p, dependendo do jogo e sem recursos como Ray-Tracing ou suporte nativo a 4K. Os gráficos também serão ajustados ainda mais quando se trata de títulos mais exigentes, como Halo Infinite e Senua's Saga:: Hellblade 2.

Essencialmente, o principal objetivo do Lockhart é servir como meio-termo para os atuais jogadores do Xbox One que desejam dar um salto para a próxima geração, mas não querem pagar uma alma pelo Xbox Series X. Isso deve servir para o Xbox Game Pass e para a multidão digital, permitindo que eles aproveitem o que há de mais recente nos esforços das third e first-party, ao custo da mais alta fidelidade gráfica. Talvez mais adiante, quando o Xbox Series X sofrer uma queda de preço, eles poderão considerar a atualização.

Esta estratégia de criar um dispositivo para facilitar os atuais ecossistemas, e ao mesmo tempo custar menos parece mais sutil do que a alternativa digital sem disco do PlayStation 5. Como o objetivo não é apenas ter um console mais barato que o modelo base, ele se encaixa no tema atual da Microsoft de suporte entre gerações, garantindo que todos possam entrar no hype da próxima geração.

O compromisso de não ter títulos somente para o Xbox Series X nos dois primeiros anos do lançamento do console começa a fazer mais sentido. Se o boato sobre a Microsoft adiar o Xbox Series X e o Lockhart das datas de lançamento previstas anteriormente para agosto e outubro, devido a fatores externos de problemas mundiais pelo qual passamos, é ainda mais realista ter os dois consoles ao mesmo tempo.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Também é importante observar a posição da Sony no PS5 versão digital. Embora a empresa, sem dúvida, queira alavancar consumidores que compram apenas digitalmente, esta etapa parece mais consciente do preço base do PS5 potencialmente maior do que o Xbox Series X no lançamento. Embora isso possa não parecer muito importante para a maioria dos fãs, porque eles o compram, se e quando estiver disponível, ainda é uma boa rede de segurança para todos os outros. Mesmo que os US $ 499 do Xbox One não tenham sido a única razão para ficar pra trás do PS4 em 2013, ainda era um forte fator de contribuição. Não há dúvida de que a Sony quer potencialmente evitar esse cenário, porque a transição confortável dos proprietários de gerações atuais para a próxima geração só pagará dividendos a longo prazo.

Para a saúde do ecossistema atual e de nova geração da Microsoft, o Lockhart será uma boa iniciativa, mesmo que suas especificações acabem sendo ainda menos poderosas do que as relatadas. No entanto, depois que a empresa passar dos anos de lançamentos iniciais, precisará se concentrar mais em sua estratégia de exclusividade. Isso é algo que a Sony está buscando desde o início, exclusivos e mais exclusivos no lançamento, e no primeiro ano de vida, sem mencionar títulos exclusivos feitos por third-party e cronometrados para mostrar o incrível poder do console. É de se esperar que a Microsoft perceba isso e já esteja preparando seus próprios exclusivos para combatê-lo.

Determinar um "vencedor" na próxima guerra de console geralmente é difícil nos primeiros meses. Mas se o Lockhart e a edição digital do PS5 provam algo, é que a próxima geração será determinada pelo sucesso da estratégia de cada empresa. Será que a abordagem premium e pesada na próxima geração da Sony com exclusivos premiados ganhará? Ou será a abordagem abrangente da Microsoft, com o generoso serviço custo x benefício Game Pass, e a potencial diferença de preço? O tempo dirá, e certamente, será uma longa espera. Até então, fique atento para agosto, onde os rumores apontam que será a data de revelação do Lockhart.
ertuzio.scn
MrCalazans #ertuzio.scn
Sou eu, o Mr.Calazans Grandson

PSN ID: MrCalazans
Gamertag: MrCalazans
Uplay: MrCalazans
Origin: MrCalazans
Blizzard Battle.net: MrCalazans
Epic Games: MrCalazans
GOG: MrCalazans
Usuário do Site, 24 anos, Sete Lagoas MG
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.