Estúdio tem um outro jogo em desenvolvimento desde 2018
Publicado por Billy Butcher, em .
Pensando que demorou mais de uma década após o lançamento de Half-Life 2: Episode 2 para a próxima entrada da franquia, Half-Life: Alyx, muitos dos desenvolvedores do projeto se sentem encorajados pela recepção de Alyx para continuar a série muito mais cedo do que esperavam.

Isso vem de Half-Life: Alyx - Final Hours, um artigo de quinze capítulos na forma de um aplicativo disponível agora no Steam, no qual Geoff Keighley fornece uma visão detalhada do desenvolvimento do próprio jogo, e a franquiA Half-Life de forma mais ampla no VR desde o lançamento de Half-Life 2: Episode 2.

Além da quebra do desenvolvimento da Alyx, Keighley compartilha outros detalhes sobre a franquia desde 2007, incluindo que o Alyx marcou pelo menos a sexta tentativa de fazer algo com a propriedade desde Half-Life 2: Episode 2.

Keighley escreve que o silêncio gradual da Valve em novos lançamentos de software na última década foi devido a uma mistura de foco no desenvolvimento do mecanismo de software interno Source 2 (que acabou sendo realizado no Dota 2 e nos títulos subseqüentes) e uma cultura interna que promoveu a facilidade de iniciar novos projetos, ou seja, durante anos houve vários projetos internos foram iniciados, mas nunca terminados.

Como parte desses experimentos em andamento da Source 2, a Valve trabalhou em vários projetos de software que nunca foram anunciados, incluindo um Projeto de RPG inspirado em Monster Hunter, Dark Souls e The Elder Scrolls que nunca saiu do estágio conceitual, um Left 4 Dead Open-World, um jogo com construção e desconstrução de objetos chamado Arti (que acabaria ressuscitando como uma experiência de VR em desenvolvimento ao lado de Alyx) e, por um tempo, Half-Life 3.

Além disso, a empresa começou a investir pesadamente em tecnologia, concentrando-se inicialmente em AR, mas em 2013 demitiu grande parte de sua equipe de hardware e passou a usar a Realidade Virtual (VR).

No início de 2016, vários funcionários da empresa reconheceram a questão de muitos projetos pequenos e inacabados e, em vez disso, conseguiram reunir um grupo maior em torno de um grande projeto de VR, aproveitando o foco da Valve no Vive e em outras tecnologias de VR que tornaria a IP Half-Life vitalíca. Isso se tornou Half-Life: Alyx.

The Final Hours detalham os meandros do desenvolvimento de HL Alyx, encerrando uma nota de otimismo para o futuro da franquia Half-Life.

"Esse gelo foi quebrado, agora esperamos esmagá-lo completamente", disse Phil Co, designer da Valve.

"Não temos mais medo de Half-Life e sabemos que a gente pode criar mais jogos e de forma mais constante".

Grande parte da equipe de Half-Life: Alyx espera criar um jogo de Half-Life em grande escala para as Plataformas Tradicionais (Xbox, PC e PlayStation), mas alguns não têm certeza de que a Valve tem o tamanho e a escala de pessoal para esse projeto.

Dito isso, ainda há um outro novo jogo da IP em outra equipe interna que está em andamento desde 2018, e a empresa também está olhando para seu hardware de Realidade Virtual para ver o que vem a seguir agora que a tecnologia Index já está efetivamente com dois anos de idade.

Half-Life: Alyx já está disponível, exclusivamente para o VR no PC (Oculus Rift, Valve Index e HTC Vive).
Evil E.
Billy Butcher #Evil E.
Um jogador casual que aprecia o gênero de Ficção-Científica, Ação-Aventura e Espionagem.

Minha franquia favorita é Metal Gear Solid, acompanho ela desde o primeiro jogo (MGS) de 1998, além de ser amante das sagas Halo e StarCraft.
Moderador do Site, 24 anos, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.