Como saiu de um jogo pra PC para um título de Xbox 360 e como a Microsoft salvou a Remedy da falência
Publicado por Billy Butcher, em .
Em conjunto com o décimo aniversário de Alan Wake, o pai da série de suspense, o escritor finlandês Sam Lake, comemora o aniversário junto com todos os fãs, contando as inúmeras dificuldades enfrentadas no longo processo de desenvolvimento do primeiro capítulo.

Trocando um bate-papo com jornalistas da Ars Techica, o famoso autor de Max Payne relatou que, originalmente, o primeiro ato do épico do escritor fictício Alan Wake exigiu três anos de estudos aprofundados e o desenvolvimento de vários protótipos antes que eles possam assumir a forma definitiva do jogo que viu a luz das lojas em 2010 no Xbox 360 e, posteriormente, no PC e na retrocompatibilidade do Xbox One.

Inicialmente, de acordo com Sam Lake, a aventura de Alan Wake deveria ter acontecido em um mundo aberto e livremente explorável, uma abordagem que brilha no vídeo de apresentação da E3 2005.

Os aproximadamente três anos de silêncio da mídia por trás do que a equipe do Remedy se consolidou no trailer de revelação do verão de 2005, foi causada precisamente pela modificação do protótipo original de Alan Wake, embora alguns elementos da dinâmica do mundo aberto tenham sobrevivido e contribuído para transformar o título em um verdadeiro culto.

Antes de partirmos para a entrevista em vídeo da Ars Techica e as palavras ditas por Sam Lake ao refazer a gênese de sua icônica aventura em tons escuros, lembramos que Alan Wake estará disponível no Xbox Game Pass (para Xbox One e Win10) na próxima semana.

Vídeo do YoutubeQW9Ia0dEdTBfSHc=
Alan Wake já está disponível, Exclusivamente no Xbox One, Xbox 360 e Win10.
Evil E.
Billy Butcher #Evil E.
Um jogador casual que aprecia o gênero de Ficção-Científica, Ação-Aventura e Espionagem.

Minha franquia favorita é Metal Gear Solid, acompanho ela desde o primeiro jogo (MGS) de 1998, além de ser amante das sagas Halo e StarCraft.
Colaborador do Site, 24 anos, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.