Publicado por hurraaaa, em .
Clique para ver a imagem em tamanho original

Em 5 de fevereiro de 2009, Demon's Souls foi lançado no Japão para PS3. Nem a FromSoftware e nem o diretor Hidetaka Miyazaki, poderiam imaginar na época, que esse RPG de ação, uma espécie de sucessor espiritual da saga King's Field, acabaria se tornando 11 anos depois, em um dos jogos mais influentes da história e, para fins práticos, em um novo gênero.
De fato, sua grande dificuldade e as críticas negativas que recebeu no Japão, levaram a Sony a descartar o lançamento no resto do mundo. Como uma anedota, Shuhei Yoshida chamou de " um jogo incrivelmente ruim " depois de passar duas horas sem poder sair da área inicial. Yoshida, em particular, sempre se arrependeu de não ter lançado Demon's Souls fora do Japão.

Clique para ver a imagem em tamanho original

É claro que a Atlus assumiu o direito de publicá-lo na América do Norte, culminando em seu lançamento oito meses após a data de estreia japonesa. E essa versão é a que muitos europeus conheciam, porque originalmente o lançamento deste lado do continente também não estava planejado. Naquela época, a popularidade do jogo já havia começado a crescer, e as histórias sobre sua alta dificuldade, seu nível de design e seu multiplayer, diferente de tudo o que havia sido feito antes, convenceram muitos jogadores a importar a versão norte-americana.

Vídeo do YoutubeRlJuSXlYdm9uQVU=
Finalmente, depois que a Bandai Namco assumiu os direitos, em 25 de junho de 2010, Demon's Souls chegou à Espanha e a outros países europeus. E embora hoje, ao falar sobre o fenômeno "alma", os primeiros Dark Souls sejam citados em 99% dos casos (sendo multiplataformas provavelmente tenham algo a ver com isso), sempre lembraremos as Demon's Souls como o verdadeiro arquipélago angular.
hurraaaa
Hurraaaa
Colaborador do site, Goiânia
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.