.

Death Stranding | A arte e a beleza por trás do mundo do jogo

Enviado por Evil E., , 0 comentários
Explore o universo criado por Hideo Kojima



Clique para ver a imagem em tamanho original


Faz alguns meses desde o lançamento de Death Stranding, mas ainda é difícil parar de pensar em alguns detalhes: a maneira satisfatória de Sam Bridges empacotar caixas metálicas e depois carregá-las nas costas; os pesadelos, monstros parecidos com piche que surgem quando você é visto pelos BT fantasmagóricos que pontilham a paisagem; e o braço robótico quase adorável que faz de tudo, desde fantasmas dos sentidos até acalmar bebês. É uma estranha mistura de sobrenatural e mecânico que é inesquecível.


Clique para ver a imagem em tamanho original


Isso não deveria ser muito surpreendente, no entanto. Hideo Kojima e suas equipes são conhecidos por sua robusta construção mundial e atenção quase fanática aos detalhes, os quais estão em plena exibição no reino pós-apocalíptico de Death Stranding. Se, como eu, você ainda estiver pensando em Sam, Fragile e BB, provavelmente desejará explorar o novo livro The Art of Death Stranding da Titan Books, que está disponível hoje.

Ao contrário do jogo, o livro de arte não é particularmente detalhado. Existem algumas legendas, mas não há grandes explicações ou ensaios sobre o que foi criado no design do mundo do jogo. Em vez disso, permite que as imagens falem por si mesmas. Está dividido em duas seções principais, personagens e locais, e, dentro dessas, você encontrará muitos capítulos mais específicos, que vão desde os primeiros esboços de Sam até a arte, as cidades desoladas inspiradas do Death Stranding e o mecanismo maravilhosamente funcional, veículos e artes. Particularmente interessantes são alguns dos designs não utilizados, como uma granada elegante que pode acionar hologramas.

Você pode ter uma noção do que há dentro desta coleção de arte exclusiva tirada de The Art of Death Stranding, que cobre alguns dos designs de criaturas e personagens do jogo. Existem águas-vivas flutuantes, baleias mortas-vivas e máscaras douradas de caveira, exatamente o que faz você querer voltar ao mundo assustador de Kojima.


Clique para ver a imagem em tamanho original



Clique para ver a imagem em tamanho original



Clique para ver a imagem em tamanho original



Clique para ver a imagem em tamanho original



Clique para ver a imagem em tamanho original



Clique para ver a imagem em tamanho original



Clique para ver a imagem em tamanho original


Cada uma das criaturas, lugares, e pessoas que você encontra em Death Stranding tem sua própria meta-linguagem, uma história por trás disso, como um próprio Universo complementar, onde cada detalhe se for bem explorado, trará recompensa ao jogador. E através do Livro de artes de Death Stranding, e claro, do jogo, é possível ver essa idéia de Hideo Kojima e Yoji Shinkawa se auto desenvolver.

Death Stranding trás como foco a conexão entre jogadores, entre a história interativa, e além disso, da conexão com o mundo do jogo, onde no decorrer da história, tudo consegue se complementar e formar o mundo do jogo. É um jogo que sem dúvidas ficará marcado pela sua ousadia e por ser único na sua própria proposta.

Death Stranding foi lançado em 2019 para PlayStation 4. Este ano, será lançado no Windows PC (Via Epic Games Store e Steam).
Evil E.
Enviado por Evil E.
Membro desde
label
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no CANAL, Facebook, Twitter, e na nossa curadorida da Steam.