.

Roteirista se arrepende de não ter se aprofundado na história de Ciri em TW3

Enviado por coca, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


Os jogadores de The Witcher 3: Wild Hunt que não leram os livros de Andrzej Sapkowski podem facilmente apreciar a proposta da CD Projekt RED. No entanto, existem certos detalhes que escapam e um deles é o abordado pelo roteirista principal do jogo, Jakub Szamalek: o significado por trás da tatuagem da rosa que Ciri tem na virilha. O próprio Szamalek afirmou que eles gostariam de se aprofundar na história por trás dessa tatuagem, que mostra o relacionamento de Ciri com um personagem nos livros chamados Mistle.


Clique para ver a imagem em tamanho original


De acordo com Jakub Szamalek, a equipe de desenvolvimento lamenta que eles não tenham conseguido aprofundar a história dessa tatuagem. Infelizmente, The Witcher 3: Wild Hunt já era suficientemente complexo para a CD Projekt explorar adequadamente esse objetivo de Ciri. Portanto, apesar de incluírem a tatuagem em seu design, eles preferiram não tentar investigar mais a respeito.


"Não havia realmente lugar para incluir esse episódio complexo em Wild Hunt, e é uma pena", disse Szamalek durante uma entrevista à revista PC Gamer (via ComicBook ). "Nessa época da vida, Ciri se rendeu ao seu lado mais sombrio, seguiu seus piores instintos. Mostrar essa transição e o remorso que se seguiu mais tarde teria sido uma grande história."


No livro The Swallow Tower, podemos acompanhar as aventuras de Ciri como Falka, o novo membro de um grupo de bandidos que se autodenominam The Rats. Dentro dessa bando, existe um personagem chamado Mistle que manterá um relacionamento romântico com Ciri. Em um ponto do livro, ambos permitem que o Mestre Almavera tatue sua perna: Ciri escolhe uma rosa porque é exatamente a mesma coisa que Mistle tatuou. A tatuagem torna-se assim um símbolo da relação que ambos mantêm.
coca
Enviado por coca
Membro desde
90 anos, Narnia do oeste ao lado sul do norte meio oeste
label