.

Blizzard bane três jogadores de Hearthstone por dar suporte a Hong Kong

Enviado por Frocharocha, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


A Blizzard Entertainment emitiu mais uma suspensão para os seus jogadores de e-sports em seu jogo de cartas digital Hearthstone. Um trio de jogadores da American University, em Washington, DC, foi suspenso do torneio Hearthstone Collegiate Championships por exibir uma placa manuscrita com a inscrição "Free Hong Kong, Boycott Blizz" durante uma partida transmitida ao vivo na terça-feira.


"Os jogadores serão desqualificados do torneio em andamento e não são elegíveis de participar do esports de Hearthstone por 6 meses, com a regra entrando em vigor em 8 de outubro de 2019 e estendendo-se até 8 de abril de 2020. Após a suspensão de 6 meses, os jogadores podem, a seu critério , continuar participando dos esports de Hearthstone ", disse a Blizzard em uma decisão oficial no site de Hearthstone.


A suspensão ocorreu uma semana após a proibição da Blizzard do jogador profissional de Hearthstone, Chung "Blitzchung" Ng Wai, por expressar apoio a manifestantes pró-democracia em Hong Kong durante uma transmissão ao vivo. A decisão foi recebida com críticas generalizadas, já que muitos acusaram a Blizzard de se submeter ao governo chinês. Hearthstone e outros títulos da Blizzard, como World of Warcraft e Overwatch, são extremamente populares na China. O conglomerado chinês Tencent também possui uma pequena participação na empresa.

Na semana passada, o presidente da Blizzard, J. Allen Brack, abordou a controvérsia em um comunicado, dizendo: "Quero deixar claro: nossos relacionamentos na China não influenciaram nossa decisão". Ele também recuou a suspensão de Chung, que inicialmente era uma proibição de competir por um ano e pedia a perda de seus ganhos, para um baanimento de seis meses e a reposição de seus prêmios.
Frocharocha
Enviado por Frocharocha
Membro desde
39 anos, São Paulo
label