Publicado por Catos, em .
Clique para ver a imagem em tamanho original


Desde seu anúncio, na E3 2016, Death Stranding tem fascinado e confudido o público, graças a seus trailers curiosos e o próprio ar de mistério cultivado pelo diretor do game, Hideo Kojima.

De acordo com o próprio designer, porém, algumas pessoas entenderam o conceito do jogo quase imediatamente – em particular George Miller, o lendário diretor responsável pela franquia cinematográfica Mad Max.


"Criadores, especialmente, foram bem rápidos para entender", disse em entrevista à Game Informer. "Como George Miller, que é meio que meu mentor – meu deus."



"Em 2017, eu fui para a Austrália. Eu só tinha um trailer, e também expliquei verbalmente para ele", continuou. "George Miller falou: 'Em todos os aspectos, você está correto. Matematicamente, psicologicamente, fisicamente, filosoficamente'. Ele começou a fazer um tipo de diagrama, ele tem uma teoria, então disse 'O que você está tentando fazer é correto'. Eu deveria ter gravado aquilo! Devia ter mandado para a equipe! Aquele foi um momento bem alegre."


Kojima também indicou que o conceito parece ser mais acessível para pessoas que se encaixam mais com o perfil de Miller, e menos para membros da indústria de games.


"Então, é por isso que eu acabo me relacionando mais com músicos e diretores de cinema do que pessoas da indústria de games – porque eles meio que tendem a sintetizar comigo desta forma e se conectar mais rapidamente."


Nesta mesma entrevista, Kojima também indicou que a missão central da narrativa de Death Stranding pode ser vista como uma metáfora para os governos de Donald Trump e da União Europeia.

Death Stranding sai em 8 de novembro para PS4.
Catos
Catos
Colaborador do site, 29 anos, Goiânia
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.