.

Nvidia divulga lucros do segundo trimestre de 2019, superando expectativas

Enviado por Catos, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


Na quinta-feira (15), inúmeras empresas, como a Positivo Tecnologia, divulgaram suas receitas referentes ao segundo trimestre de 2019. Foi o caso também da Nvidia Corporation, multinacional de tecnologia com sede em Santa Clara, Califórnia. Os lucros e as receitas divulgadas pela empresa em questão superaram as expectativas dos analistas, já que a demanda por chips gráficos e inteligência artificial aumentou no segundo trimestre fiscal.

Segundo o que foi divulgado pela própria empresa, a receita chegou a US$ 2,58 bilhões (R$ 10,3 bilhões), abaixo dos US$ 3,12 bilhões (R$ 12,45 bilhões) do segundo trimestre de 2018. Os analistas esperavam que a Nvidia registrasse receita de US$ 2,55 bilhões no segundo trimestre, então o resultado acabou superando.

Durante um comunicado oficial, o CEO da Nvidia, Jensen Huang, afirmou: "Alcançamos um crescimento sequencial em nossas plataformas. O ímpeto da computação acelerada da Nvidia continua a crescer à medida que a indústria corre para permitir a próxima fronteira em inteligência artificial, inteligência artificial de conversação, bem como sistemas autônomos, como veículos autônomos e robôs de entrega".

Por outro lado, no último trimestre, Huang afirmou que as receitas foram prejudicadas por uma desaceleração nas vendas de chips de datacenter, então a empresa acabou apresentando resultados irregulares. Para o terceiro trimestre fiscal, a expectativa é que as receitas sejam de US$ 2,9 bilhões (R$ 11,5 bilhões), e margens de lucro bruto de 62,5%.

Durante o trimestre, a Nvidia também se concentrou em reforçar sua linha de GPUs. Enquanto isso, fabricantes de laptops anunciaram 27 novos laptops RTX Studio durante o mesmo período. Os resultados foram mais fracos do que o segundo trimestre fiscal de um ano atrás, mas eles se recuperaram de um fraco primeiro trimestre fiscal.

A receita de jogos foi de US$ 1,31 bilhão (R$ 5,23 bilhões), o que representa uma quantia 27% menor em relação à do ano passado. Sendo assim, a redução ano-a-ano reflete um declínio nas remessas de GPUs. Por outro lado, o aumento sequencial reflete o crescimento dos módulos SOC para plataformas de jogos, GPUs para notebooks para jogos e GPUs para jogos GeForce RTX Super. A receita de visualização profissional cresceu 4% em relação a 2018 e chegou a alcançar US$ 291 milhões (R$ 1,16 bilhão). Diferente da receita do Data Center, por exemplo, que apresentou queda (14%) em relação ao ano passado.

No entanto, a verdadeira estrela dos lucros da Nvidia no trimestre foi a receita automotiva, que registrou um recorde de US$ 209 milhões (R$ 834 milhões), 30% acima do ano anterior e 26% acima sequencialmente. O crescimento ano-a-ano e sequencial foi impulsionado principalmente por um contrato de serviços de desenvolvimento no segundo trimestre do ano fiscal de 2020. Outras receitas foram de US$ 111 milhões (R$ 443 milhões), 4% abaixo do ano anterior e 12% sequencialmente.
Catos
Enviado por Catos
Membro desde
28 anos, Goiânia
label