.

Microsoft começa a forçar atualizações no Windows 10

Enviado por Catos, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


A hora de atualizar o Windows 10 está chegando, quer você queira ou não. Com o lançamento de uma dupla de updates cumulativos para o sistema operacional, liberados no começo desta semana, a Microsoft lembrou a todos que está prestes a aplicar uma mudança em suas políticas. Revelada inicialmente em maio, a nova regra tornará mandatória a mudança para uma versão mais recente sempre que uma antiga estiver se aproximando do fim do suporte.

Os primeiros a serem atingidos pela mudança são os usuários que ainda rodam o Windows 10 com a atualização de abril de 2018. Ainda neste mês de junho, usuários das versões Pro e Home dessa versão do sistema operacional verão seus computadores sendo atualizados para o pacote de maio de 2019, o mais recente, mesmo que não desejem que isso aconteça. O período de suporte da edição antiga termina em 12 de novembro e, até lá, a Microsoft não quer mais ninguém com ela rodando em seu ecossistema.

Segundo a empresa, a ideia é garantir que todos os dispositivos com Windows 10 estejam em um "estado seguro e acessível", com direito a atendimento em caso de problemas ou brechas que poderiam possibilitar problemas de segurança devidamente fechadas. As atualizações devem acontecer antes mesmo do fim do suporte, com tempo hábil para que a companhia realize atualizações ou desenvolva patches caso sejam necessários.

O processo a ser utilizado para forçar atualizações é mais do que uma ideia simples de detectar a versão usada por alguém e fazer com que uma edição mais recente se instale. Conforme já explicou no passado, a Microsoft está usando um método de machine learning para garantir que tudo funcione direito e, mais do que isso, entender as necessidades de cada máquina e também a versão estável mais recente a ser aplicada a todos os computadores com sistemas obsoletos.

As grandes atualizações do Windows 10 são liberadas duas vezes por ano, normalmente no outono e na primavera. Sendo assim, entre o final deste ano e o começo do próximo, será a vez daqueles que ainda estão rodando a versão de outubro de 2018 do sistema operacional começarem a, também, terem a atualização forçada para, provavelmente, a edição que ainda deve ser lançada no segundo semestre de 2019.

No update cumulativo de junho, codinome KB4503288, que não será aplicado de forma obrigatória pelos usuários de versões defasadas, estão diferentes correções para problemas de funcionamento, como bugs relacionados ao uso de mouses e teclados externos, falhas em softwares como o Outlook e lentidões no carregamento de ícones e partições de discos.
Catos
Enviado por Catos
Membro desde
28 anos, Goiânia
label