Publicado por Nightcrowley, em .
Clique para ver a imagem em tamanho original

Hoje, funcionários da Tesla receberam um email listando demissão, acusações criminais e processos como punição por divulgar informações sobre a fabricante de carros elétricos à imprensa, diz a matéria publicada pelo site CNBC. O email, que foi enviado a equipe de segurança da empesa, lista as ações que a Tesla teve que tomar contra funcionários que fizeram vazamentos recentemente.

Um ex-funcionário "enviou informações comerciais sob o domínio da Tesla para o seu email pessoal e ameaçou divulgar essas informações confidenciais da empresa", segundo o email. Ele também lista duas ações judiciais movidas contra o ex-funcionário por propriedade intelectual e "roubo de informações sigilosas e segredos comerciais."

Esta 3 a mais recente tentativa do Vale do Silício de silenciar os vazamentos - e mais recente que vazou para a imprensa. A Google enviou um email similar em 2016, descrevendo como a empresa caça os leakers internamente. Em abril de 2018, um email da Apple vazou na web que descrevia como a 12 funcionários foram parar atrás das grades por divulgar informações dos planos futuro da empresa. Em 2018, depois do BuzzFeed publicar um memorando interno do executivo do Facebook, a empresa castigou esses leakers em seu fórum interno: "Como c******o algum(a) idiota irresponsável com complexo de Deus põe em risco a nossa cultura interna e algo que faz o Facebook bom?"

Sigilo é uma das coisas mais importante na cultura do Vale do Silício, onde supostas "ratoreira" - pendrives com dados sensíveis - são as vezes deixados por aí para ver se um funcionário vai se comportar, segundo uma matéria do The Guardian no ano passado.

A Tesla é uma empresa cheia de eventos - e, ultimamente, muita coisa está acontecendo. A empresa está tentando levantar mais capital. E o CEO Elon Musk também está empurrando um futuro sem motorista para os investidores, divulgando o desenvolvimento de hardware da empresa. Entretanto, uma matéria publicada pelo site japonês Nikkei, sugeriu que a Tesla e o seu principal fornecedor de baterias, Panasonic, entraram em atrito. E as tarifas comerciais de Trump podem representar problemas para o futuro dos carros autônomos na China.

O email de hoje foca no vazamento de mídia, bem como o vazamento de informações para concorrentes. Mas não seria a Tesla se um certo alguém não gerasse problemas por utilizar o Twitter - neste caso, um funcionário que foi demitido "por compartilhar informações confidenciais no Twitter, incluindo os números de produção com os jornalistas."
Nightcrowley
Nightcrowley
Colaborador do site, 26 anos
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.