.

Milhões de jogadores de PC mudarão para outra plataforma até 2022, aponta estudo

Enviado por Alves_GV, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Um estudo divulgado essa semana, que vem da Jon Peddie Research, aponta que cerca de 20 milhões de jogadores de PC podem ''dropar'' da plataforma até 2022.

De acordo com a JPR, nesses números a maior parcela é de jogadores de PC low-end, apenas uma pequena parte remete a jogadores hardcore.

Jon Peddie, presidente da JPR, disse:

O mercado de PC continua em declínio porque a inovação que tomou conta no passado, onde proporcionou ganho de velocidade e coisas novas e inteligentes praticamente parou de ocorrer, hoje o tempo de introdução do produto está chegando a quatro anos. Em contrapartida não podemos dizer o mesmo do mercado de GPUs, onde ainda há um volume incrível. O andar da carruagem nos faz prever que as coisas podem começar a se voltarem para o mercado de TVs, onde teremos jogos como serviço associados a ela.

Ted Pollak, analista sênior da JPR, acrescentou:

Ultimamente temos vistos mais PCs low/mid sendo vendidos com o intuito de serem usados para jogos, isso pode acabar moldando o modelo de uso final do computador, o que levaria o mercado a se voltar para os jogos baseados em nuvem, veríamos então jogos como serviço sendo usados diretamente de uma TV... E isso pode acabar absorvendo grande parte dos que irão abandonar o PC [como plataforma para jogar]. Nos próximos cinco anos, veremos milhões de clientes em potencial com acesso aos jogos diretamente da TV.

O que é claro se analisarmos as gerações anteriores de consoles é que não há um aumento significativo da base total de clientes... Portanto, uma ameaça real poderia vir de serviços de streaming baseados em nuvem, tal como o Google Stadia, embora o objetivo real desses serviços seja de expandir o mercado gamer ao invés de simplesmente tentar influenciar as pessoas a jogarem em outras plataformas.

Convencer o ''núcleo'' dos jogadores de PC a abandonarem seus hardwares para abraçarem a nuvem não será tarefa fácil visto que a experiência nesse tipo de serviço teria que ser quase que perfeita. O Google ao menos parece convencido de será capaz de fazer tal coisa, enquanto que a Microsoft com seu Project xCloud já admitiu que o streaming baseado em nuvem não corresponderá a experiência de se jogar no próprio hardware em si.


Traduzido por Alves_GV.
Alves_GV
Enviado por Alves_GV
Membro desde
label