.

Facebook fecha parceria com Estadão para verificação de fatos no Brasil

Enviado por macmi, , 1827 visualizações, 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

O Facebook anunciou nesta terça-feira (9) que o Estadão Verifica será o novo integrante do seu programa de verificação de fatos no Brasil. Com a unidade de checagem do grupo O Estado de S. Paulo, o número de parceiros do Facebook no país sobe para quatro.

O programa de verificação de fatos da rede social é uma estratégia para combater a desinformação baseada em três pilares: remover contas e conteúdos que violam os Padrões da Comunidade, reduzir o alcance de conteúdos de baixa qualidade e informar, dando mais contexto às pessoas sobre o que elas veem para que possam tomar decisões mais conscientes sobre o consumo e o compartilhamento de conteúdos.

Os parceiros do Facebook podem sinalizar publicações como falsas. Em seguida, a plataforma reduz o alcance do conteúdo em torno de 80%. Assim, poucos usuários visualizarão a publicação em seu feed de notícias.

Já as páginas do Facebook que repetidamente compartilham fake news têm todo o seu alcance diminuído. Usuários que tentam compartilham conteúdos marcados como falsos recebem uma notificação do Facebook, alertando que a veracidade daquela publicação foi questionada por agências de verificação.

Clique para ver a imagem em tamanho original

"Sabemos que as pessoas querem ver notícias precisas no Facebook, e nós também. Estamos muito felizes de anunciar esta parceria com o Estadão Verifica, e poder fortalecer ainda mais nosso programa de verificação no país", afirmou a gerente de Parcerias Estratégicas do Facebook com Veículos de Notícias na América Latina, Dulce Ramos.


O Estadão Verifica analisará posts denunciados pelos usuários do Facebook como falsos. O grupo será responsável por checar a vericidade de notícias, fotos e vídeos. No Brasil, Agência Lupa, Aos Fatos e Agence France Presse (AFP) também são parceiros do programa, lançado em maio de 2018.

"A desinformação distorce a realidade e nos afasta dos debates que realmente interessam. Por isso, para nós o combate à circulação de conteúdo falso nas redes é uma questão de interesse público", disse o editor-executivo do Estado de S. Paulo, David Friedlander.

Para conseguir participar do programa do Facebook, o Estadão Verifica se juntou a uma rede global de organizações de checagem certificadas e auditadas pela entidade apartidária International Fact-Checking Network – Poynter. A rede social só trabalha com membros da IFCN.


"O selo [concedido pela entidade] garante que os verificadores estão comprometidos com a imparcialidade e a transparência de suas fontes de informação e metodologia de checagem", comentou o Facebook em comunicado.
macmi
Enviado por macmi
Membro desde
label