.

Publicadora BadLand é acionada judicialmente por criador e produtor de Axiom Verge

Enviado por Ed3r, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


A Limited Run Games não é a única empresa a buscar compensação da distribuidora BadLand, decorrente do lançamento físico de Axiom Verge para Wii U. O criador Thomas Happ e o produtor Dan Adelman se apresentaram para confirmar que também estão envolvidos em uma batalha legal.

Adelman escreveu em um tópico no Twitter hoje:

"A Limited Run Games acaba de anunciar os tão esperados detalhes de lançamento do Axiom Verge Wii U. Ficamos quietos até agora, mas a Badland Games nos enganou (eu e Tom Happ) também. Aqui estão alguns dos detalhes.

Fomos abordados por vários editores para fazer uma liberação física do jogo. A razão pela qual escolhemos a Badland é que o CEO nos disse que ele era muito simpático à condição de saúde do filho de Tom."

No caso de você não estar ciente, houve complicações no nascimento, que levou a um distúrbio neurológico chamado Kernicterus. Tom falou sobre isso com mais detalhes em seu blog: (http://www.axiomverge.com/blog/the-indie-special-needs-dad)

Badland nos fez uma oferta que não poderíamos recusar. Além de ofertar o que os outros editores estavam oferecendo em termos de compartilhamento de receita, eles disseram que contribuiriam com 75% de sua parte para um fundo fiduciário criado para as despesas médicas contínuas da Alastair Happ.

Tudo parecia estar indo bem até que chegou a hora de gastar $ para fabricar os discos e cartuchos. Eles continuaram empacados, e não demorou muito para descobrirmos que eles estavam com pouco dinheiro.

A Badland propôs que financiássemos a fabricação de todas as unidades, e elas nos devolveriam uma vez que tudo fosse enviado para os varejistas, que pagariam pelo estoque no momento da entrega. Isso fez com que eu sentisse um certo formigamento, então insisti que os varejistas pagassem o Tom diretamente.

Naquele momento, ainda achamos que a Badland estava operando de boa fé - eles estavam com pouco dinheiro. Ainda estávamos planejando dividir os lucros nos termos originais. Então decidimos não divulgar o fato de que, tecnicamente, A Badland não estava publicando o jogo em NA.

Incluído na publicação de NA estava o relacionamento com @LimitedRunGames. Sabíamos que o LRG havia pago à Badland um adiantamento de US $ 78 mil, e a Badland deveria usar esses fundos para pagar para fabricar o estoque do Wii U. A Badland meio que encobriu esse detalhe até que eu perguntei.

Felizmente para nós, o LRG concordou que esses $ 78k ficariam entre eles e a Badland. O LRG pagaria a Tom Happ os valores originalmente acordados. Eles foram ótimos aliados em tudo isso.

A Badland é baseado na Espanha, e as quantidades de pedidos da UE eram menores, então eles queriam manter os direitos de publicação na Europa. A distribuição da UE é muito mais complicada, por isso concordamos. A Badland foi capaz de financiar a produção para o mercado da UE e finalmente lançou lá.

Quando chegou a hora de pagar a Tom Happ sua parte pelas vendas da UE e contribuir para o fundo de assistência médica da Alastair (que Tom teve que pagar a um advogado para estabelecer), Badland ficou escuro em nós. Nós nem sequer sabemos o quanto eles nos deviam, embora tenhamos razões para acreditar que são cerca de 200 mil dólares.

Nós entramos com uma ação contra eles, mas por causa da natureza internacional do processo, está se mostrando difícil avançar.

O único aspecto positivo de tudo isso é que, ao assumir as responsabilidades de publicação de varejo da Badland, aprendi esse lado do negócio. É assim que o @LeadmanGames veio a existir.

É frustrante ver tweets @BadLand_Publish sobre novos jogos que eles estão lançando, sem dúvida financiados com o dinheiro que eles devem ao LRG e ao Tom Happ. Badland literalmente roubou dinheiro de uma criança deficiente.


O CEO da BadLand Publishing, Luis Quintans, confirmou os comentários de Adelman e está ciente do processo. Quintans acrescentou que a BadLand ofereceu um plano de amortização flexível semelhante ao que oferecia Limited Run, mas sua proposta não havia sido aceita. Embora todos quisessem recuperar seu dinheiro simultaneamente, ele disse que "era impossível para nós naquele momento". A BadLand aparentemente pagou 90% do que era devido como BadLand Games, mas os 78.000 devidos a Limited Run e o dinheiro devido a Happ estão incluídos nos 10% restantes.
Ed3r
Enviado por Ed3r
Membro desde
38 anos, São paulo
label