.

Produtor de Judgment não deixará o jogo desaparecer

Enviado por Catos, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


A SEGA está neste momento a lidar com uma polêmica que envolve o seu jogo Judgment.

Esta nova propriedade intelectual, desenvolvida pelo Ryu Go Gotoku Studio, que te apresenta a série Yakuza, foi removida voluntariamente das lojas digitais e não serão enviadas mais unidades para as lojas.

O lançamento Ocidental está ainda rodeado de incertezas e tudo porque um dos atores que dá vida a uma personagem no jogo foi preso por alegado consumo de cocaína.

Pierre Taki foi preso pelas autoridades e desde logo a reação da SEGA foi praticamente apagar Judgment da existência.

No entanto, Daisuke Sato, produtor do jogo, comentou que isto não ficará assim, o seu jogo não será removido da existência e fará algo para que possa regressar.

Segundo Saito, via Twinfinite, um dia o jogo voltará.


"Não terminará desta forma," diz Saito através do Twitter.



"Não permitirei que seja como se nunca tivesse acontecido. Um dia, certamente, farei com que se erga novamente."


Saito não confirma diretamente quais os planos que tem em mente e não fala de forma oficial pela SEGA, mas as suas palavras sugerem que a companhia poderá trabalhar para colocar um novo ator no lugar de Taki e colocar novamente o jogo nas lojas.

Além da SEGA, também a Square Enix reagiu ao que aconteceu e confirmou que vai contratar um novo ator para dar voz a Olaf, que no filme Frozen e no jogo Kingdom Hearts 3 dá voz a esse personagem.
Catos
Enviado por Catos
Membro desde
28 anos, Goiânia
label