.

Fotos indicam que China testou canhão de raios eletromagnéticos

Enviado por macmi, , 2502 visualizações, 0 comentários
Imagens circularam pelas redes sociais e foram confirmadas pela imprensa estatal do país asiático: arma seria uma das mais avançadas do planeta



[img]hide:aHR0cHM6Ly91cGxvYWRkZWltYWdlbnMuY29tLmJyL2ltYWdlcy8wMDEvODE3Lzk1Ny9mdWxsL2Nhbmhhby5qcGc=[/img]

Após fazer história e pousar com sucesso uma sonda no lado oculto da Lua, a China exibiu mais uma tecnologia avançada para o resto do planeta: após uma série de imagens circularem nas redes sociais, a rede estatal chinesa CCTV confirmou que o país realizou testes militares com um canhão de raios eletromagnéticos. O equipamento utiliza energia elétrica para lançar projéteis ao invés dos canhões convencionais, que realizam disparos com explosivos.

De acordo com a reportagem local, a tecnologia bélica foi desenvolvida com conhecimento próprio e não utilizou equipamentos importados de outros países que realizam testes similares para a utilização do canhão.

Quando disparado com esse tipo de armamento, os projéteis atingem alvos localizados a mais de 200 quilômetros, alcançando uma velocidade 7,5 vezes superior a do som - o equivalente a mais de 2.550 metros por segundo. Especialistas em equipamentos militares afirmam que o canhão eletromagnético é mais barato e tem precisão maior em relação às armas que utilizam pólvora: como não utilizam explosivos, o dano ao alvo é causado por conta da altíssima velocidade em que é disparado.

[img]hide:aHR0cHM6Ly9zMi5nbGJpbWcuY29tL2c1cnUtV3pBdlpmb21JZm5QeFdsNHVTVGFHYz0vZS5nbGJpbWcuY29tL29nL2VkL2Yvb3JpZ2luYWwvMjAxOS8wMS8wNC9jaGluZXNlZWxlY3Ryb21hZ25ldGljLmpwZw==[/img]
Em entrevista ao canal norte-americano CNN, um consultor militar norte-americano afirmou que a arma chinesa já estará disponível para ser usada dentro de um ou dois anos. De acordo com o especialista, o desenvolvimento de tal tecnologia indica que a China já se aproxima dos Estados Unidos na produção de equipamentos militares com alto grau de complexidade.
macmi
Enviado por macmi
Membro desde
label