.

Amazon e Qualcomm se unem para disponibilizar Alexa em fones de ouvido

Enviado por okardec, , 153 visualizações, 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Parceria deve tornar ainda mais comum a difusão dos assistentes de voz.

A fabricante de microchips Qualcomm está se unindo à Amazon para ampliar o uso da assistente de voz Alexa em fones de ouvido sem fio, disseram as empresas nesta segunda-feira (22).

Segundo o acordo, a Qualcomm lançará um conjunto de chips que qualquer fabricante de fones de ouvido bluetooth pode usar para incorporar a Alexa diretamente no dispositivo. Quando os fones de ouvido estiverem emparelhados com um telefone que tenha o aplicativo Alexa, os usuários poderão conversar com a assistente virtual tocando em um botão nos fones.

A funcionalidade seria semelhante aos AirPods, fones sem fio da Apple que permitem que os usuários conversem com a assistente Siri.

O Google e a Amazon, cujas assistentes de voz estão mais frequentemente presentes nos dispositivos inteligentes domésticos, também estão se apressando para firmar parcerias com fabricantes de fones de ouvido.

Modelos das fabricantes Bose Corp e Jabra já têm a Alexa embutido, e a Sony disse no começo do ano que uma atualização de software fará com que alguns modelos de headphone funcionem com a Alexa. O Google Assistant pode ser usado em fones de ouvido da Bose, JBL e Sony, juntamente com os Pixel Buds, fones de ouvido do próprio Google.

A parceria da Qualcomm poderia expandir essa linha. A Qualcomm desenvolveu um circuito pré-fabricado que os fabricantes de fones de ouvido podem colocar em seu dispositivo para incorporar a Alexa.

"Isso reduz radicalmente o custo e o tempo de lançamento no mercado", disse Anthony Murray, vice-presidente sênior e gerente-geral de voz e música da Qualcomm, em entrevista à Reuters. "Isso torna simples para a indústria adotar a Alexa em fones".

Murray não comentou se a Qualcomm faria uma oferta similar para o Google Assistant, mas disse que a empresa planeja apoiar outros parceiros no futuro.

A medida é parte de um esforço mais amplo da Qualcomm para diversificar e reduzir a sua dependência de processadores e chips para celulares.
okardec
Enviado por okardec
Membro desde
33 anos, Luziânia, Goiás, Brasil
label