.

Valve contrata novo desenvolvedor para trabalhar nos drivers gráficos para Linux

Enviado por Comediantewm, , 774 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cHM6Ly80LmJwLmJsb2dzcG90LmNvbS8tQ3JkdzMzd09rUEEvV244UzRGbHRYVkkvQUFBQUFBQUFUenMvUF9nZEI3Ti00M1VBTnhSUEdsVmtHY2poaktzUmdXWGl3Q0xjQkdBcy9zMTYwMC92YWx2ZS1sb2dvMS5qcGc=[/img]

Se você tem dúvidas se a Valve realmente ainda está disposta a investir na plataforma Linux, talvez seja bom repensar o assunto. A empresa acaba de contratar mais um novo membro para a sua equipe de desenvolvedores trabalhando na pilha de gráficos Mesa 3D e nos drivers de vídeo open source para o sistema do pinguim. A boa notícia não deixa de ser mais um sinal de que a Valve está aqui para ficar.

Daniel Schürmann é o nome do mais novo desenvolvedor contratado pela empresa de Gabe Newell, segundo o também desenvolvedor da Valve Pierre-Loup Griffais no Twitter.



Ele se junta a equipe integrada por Timothy Arceri, Andres Rodriguez, Samuel Pitoiset e outros, que trabalham duro nos gráficos open source do Linux dentro da companhia. O mais novo membro chamou a atenção da Valve, provavelmente, por conta de suas contribuições com o RADV, o driver Vulkan de código aberto que lida com placas da AMD.

É bom ver o fato de que a empresa ainda está contratando pessoas para ajudar a melhorar o desempenho dos jogos no Linux através do trabalho feito em cima dos drivers open source, o que inclui o Mesa 3D. Realmente será interessante ver se a Valve continuará contratando mais desenvolvedores Linux no futuro.

Vale ressaltar também que a empresa está investindo no VR para Linux e que continua contribuindo para a chegada de mais jogos na plataforma. A companhia pode não estar revelando todos os telhados sobre isso, mas o trabalho que tem sido feito é de vital importância.

Outra detalhe importante que Pierre-Loup Griffais compartilhou recentemente no Twitter é que aproximadamente 13% das contribuições na pilha de gráficos Mesa 3D em 2017 eram de desenvolvedores da própria Valve: "Fato divertido: as contribuições da Valve parecem constituir cerca de 13% dos commits do Mesa em 2017. (a contagem de commits não é relevante para o significado da contribuição, então esse fato não é apenas divertido, mas também inútil)."



Será interessante o que a Valve pretende anunciar para o Linux quando o suporte para VR estiver completamente consolidado na plataforma e quais serão os planos após isso, talvez um bundle de uma Steam Machine com o SteamVR.
Comediantewm
Enviado por Comediantewm
Membro desde
28 anos
label