.

Mania da mineração de criptomoedas está aumentando consideravelmente o preço das placas de vídeo

Enviado por kelcardoso, , 4293 visualizações, 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Está pensando em fazer aquele upgrade maroto no PC? Pense duas (talvez até três) vezes. O momento não é dos melhores! Ainda mais se o seu objetivo for incrementar a configuração com uma VGA mais poderosa, componente essencial para dar um up na jogatina e no uso de determinados softwares. Devido ao tsunami em torno das criptomoedas, a procura por placas de vídeo aumentou consideravelmente, elevando bastante o preço.

Mas esse crescimento nos preços é realmente tão grande assim? Sim. Em certos modelos, principalmente os high-end, placas mais poderosas e consequentemente mais caras por natureza, estão com preço ainda mais inviável, um banho de água fria para qualquer um que pretendia partir para o upgrade.

Partindo do MSRP (o preço sugerido pelo fabricante durante o lançamento), comparando com o que varejistas estão ofertando hoje, a GTX 1080 Ti, lançada em março de 2017, pelo preço sugerido de US$ 699, já pode ser encontrada, em um modelo da ASUS, por US$ 1,299.99, na Newegg. Subida de preço à lá Bitcoin.

Descendo o patamar no quesito performance, indo para a GTX 1080, lançada em maio de 2016 pelo mesmo preço que seria adotado por sua sucessora, e que em fevereiro de 2017 a NVIDIA anunciou um corte no preço, passando o MSRP para US$ 549 na Founders Edition, nesse momento não sai por menos de US$ 800. Além desse problema do preço, os consumidores dispostos a pagar enfrentam também a questão de muitas placas estarem fora de estoque. A procura é realmente grande.


As placas da AMD, que se saem bem em mineração de Etherum, não ficam atrás nessas remarcações de preço. A Vega 64 com seu MSRP de US$ 499 numa versão da Sapphire encontrada na Amazon já está sendo vendida por US$ 2.100. A da XFX sai mais "em conta", por US$ 1.599.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Trazendo para a nossa realidade, em R$, os preços também são bem assustadores. A RX 580 da Gigabyte, que em agosto podia ser encontrada por R$ 1.769, já está sendo vendida por R$ 2.211. A GTX 1070 Ti Strix da ASUS em novembro custava R$ 2.355. Neste momento, a placa é vendida por R$ 2.729.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Além dos mineradores, a escassez dos chips de memória flash NAND está influenciando no preço das VGAS e em outros componentes, como unidades de armazenamento e memórias RAM.

O problema afeta realmente todos os mercados. A Enaa, loja da Eslovénia, declarou ao site Siol.Net que em alguns casos clientes compram centenas de placas de uma vez. Outra loja, a Big Bang, declarou que já aconteceu do cliente perguntar se era possível comprar 18 unidades de uma placa hig-end numa tacada só.
kelcardoso
Enviado por kelcardoso
Membro desde
label