.

YouTube recebe críticas por programa de TV onde os apresentadores experimentam drogas

Enviado por Turokrj, , 1530 visualizações, 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


Embora seja um programa educacional e apoiado pelo governo dos Países Baixos, o maior portal de vídeos on-line não está isento de críticas por exibir abertamente jovens experimentanndo drogas. Mas a empresa se defendeu dizendo que os itens audiovisuais têm um claro valor informativo e que não as retirarão.

Se seguimos um caminho mais realista: não é um mistério para ninguém ver psiconautas experimentando alguma substância na rede. No entanto, historicamente, alguns portais censuraram esse tipo de vídeos como ofensivos. O caso do canal Druglab é diferente.

Todas as semanas, os apresentadores Nellie Benner, Bastiaan Rosman e Rens Polman experimentam uma droga diferente, seguindo as sugestões de seus espectadores. Os jovens já provaram poppers, sálvia, MDMA, cocaína e cogumelos; tudo enquanto estiveram conectados a um indicador de temperatura corporal e a uma monitoração de pressão arterial.




O canal Drugslab é visto por pessoas de todo o mundo, atingindo mais de 500 mil assinantes, e é um sucesso em países como o Reino Unido, onde atrai milhares de espectadores. O propósito de Benner, declarado à cadeia NOS, é promover o conhecimento:


"Os jovens entrarão em contato com drogas de qualquer maneira. Não falar sobre drogas só os torna mais curiosos. Não dizemos às pessoas: "Você tem que usar drogas". Nós apenas damos conselhos que são divertidos do que assistirão. Penso que é importante as pessoas entendam como funcionam: no caso de alguma tentativa de usá-las."


No entanto, de alguns setores conservadores criticaram o YouTube por permitir tais canais, argumentam que a apresentação de jovens que se divertem no processo poderia incentivar o consumo de substâncias. Um deles é o parlamentar britânico, Simon Hart. O político apontou publicamente, referindo-se à morte de Daniel Ferguson (adolescente que morreu de uma overdose no Reino Unido), o seguinte:


"As pessoas começam a se perguntar como empresas sérias como o YouTube, sobre comportar-se responsavelmente ao invés de reivindicar a liberdade de expressão ou o que quer que seja. Há chances de que as pessoas morram depois de fazer o que as pessoas fazem nesses vídeos. Argumentar que eles estão realizando com uma finalidade educacional é totalmente falso."


O YouTube é claro, expressado em uma declaração de que não removerá o programa.



"Drugslab é um canal de uma estação de rádio pública nacional respeitada na Holanda e visa educar sobre o uso seguro e os perigoso das drogas. Embora o YouTube tenha políticas claras contra conteúdos que incentivem as pessoas a fazerem coisas perigosas ou prejudiciais, fazemos exceções para conteúdo com um valor educacional ou documentário claro."
Turokrj
Enviado por Turokrj
Membro desde
46 anos, Danger de Janeiro
label