Star Wars Battlefront - Será um Battlefield? Spoiler: Não

#Artigo Publicado por abdelhc, em .

IMAGEaHR0cDovL2lnLXdwLWNvbHVuaXN0YXMuczMuYW1hem9uYXdzLmNvbS9wbGF5bGlzdC93cC1jb250ZW50L3VwbG9hZHMvMjAxMS8wNy92YWRlcjMuanBn

Depois do tapa na cara que foi Battlefield Hardline, os fãs de uma das melhores séries de fps de guerra, esperavam para essa E3, o anúncio de um novo game com a real essência do título. Mas na contramão, e aproveitando a retomada de uma das séries de ficção científica mais adoradas da história do cinema, a EA/DICE lançará em novembro o Star Wars Battlefront. Muito foi especulado sobre a alma do negócio, se por exemplo, ao pilotar um X-Wing, vai ter aquela complexidade de um F-35 do BF4? A resposta da EA/DICE é não.

Patrick Bach, o cara que assina os cheques na DICE, disse em entrevista ao The Guardian:

"Estamos muito ligados à Battlefield, mas nós não queremos que este seja um novo jogo da série. Queríamos criar algo que tem coração e alma própria. Abordamos a frente de batalha a partir de uma perspectiva muito diferente. Sabemos que para o público principal este jogo é diferente de Battlefield, mas os fãs de Star Wars esperam um jogo de Star Wars, não um Battlefield".

O fato é que Battlefield 4 é um monstro. Lançado em outubro de 2013, com uma estreia nada menos que conturbada, engrenou após alguns patchs e angariou uma legião de fãs. Parte do mérito, deve-se à curva de aprendizado e a complexidade que algumas classes, armas e/ou veículos possuem. É preciso, por exemplo, dedicação para pilotar um Q-5 Fantan decentemente. Battlefied Hardline tentou trazer inovação, buscar aquela coisa Counter Strike, mas nem de perto chegou ao mesmo sucesso, basta olhar os servidores disponíveis atualmente.

Agora mais uma vez a EA/DICE tenta ir além deste monstro, aproveitando-se de todo o carisma que Star Wars agrega. E se tudo der errado, ainda poderemos jogar com o Darth Vader.

abdelhc
abdelhc
, Criciúma, Santa Catarina, Brasil