.

Sony venderá US$ 3,6 bilhões em ações para investir no mercado de sensores de imagem

Enviado por fullmetalchemistry, , 1173 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL2kyLnR1ZG9jZG4ubmV0L2ltZy90eXBlMjgvd2lkdGg2NDYvaGVpZ2h0Mjg0L2lkMTMxNzEyLmpwZw==[/img]
Diante das dificuldades que tem enfrentado nos últimos anos, a gigante japonesa Sony anunciou nesta terça-feira (30) por meio de um comunicado oficial, que buscará aumentar o capital arrecadando 440 bilhões de ienes (US$ 3,6 bilhões) emitindo novas ações no Japão e em outros mercados pela primeira vez desde 1989.

O dia 17 de agosto foi estipulado como data para a oferta pública, enquanto o preço das novas ações será nesse intervalo de tempo. A ideia é utilizar essa entrada para investir na expansão de mercado para os sensores de imagem da empresa, que cresceu 24% em 2014. A Sony abrirá novas instalações visando aumentar a produção dos dispositivos que são muito usados em smartphones de grandes fabricantes como Apple e Xiaomi.

Mas essa notícia não foi muito bem recebida por investidores da Bolsa de Tóquio, tanto que o valor de ação da Sony caiu 8,25 por cento, diante da perspectiva de que o valor atual das ações será diluído pela circulação de um maior número de títulos no mercado.

De qualquer forma, esse é um passo esperado desde que a empresa nipônica anunciou em fevereiro do corrente ano o investimento de 105 bilhões de ienes (US$ 770 milhões) para aumentar a sua produção de sensores de imagem, garantindo a liderança da sua tecnologia no mercado global, além dos rumores sobre a expansão no mercado Chinês.

Lembrando que a Sony precisa buscar novas formas de alavancar as entradas no caixa diante das dificuldades que vem enfrentando no mercado de smartphones que causaram muitas demissões, além das polêmicas do Xperia Z3+ e o superquente processador Snapdragon 810 que podem tornar a vida da marca ainda mais difícil nesse segmento.
fullmetalchemistry
Enviado por fullmetalchemistry
Membro desde
45 anos
label