.

Site monitora a retirada de conteúdo da internet

Enviado por Cristianogremista, , 1548 visualizações, 0 comentários
CTRL+X é o comando de computador para cortar um texto ou parte dele. Agora, é também nome de site que transforma a retirada de conteúdos da internet por ordem judicial em banco de dados pesquisável. Lançada pela Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), a plataforma é abastecida por empresas de mídia, de tecnologia e por instituições e pessoas que publicam informação relevante na rede.

[img]hide:aHR0cDovL2Jsb2dzLmVzdGFkYW8uY29tLmJyL2xpbmsvZmlsZXMvMjAxNS8wNi9jdHJsLXgtYWJyYWppNjMwLmpwZw==[/img]
O objetivo do CTRL+X é monitorar e quantificar casos de censura e assédio judicial na internet ao longo do tempo, diz José Roberto de Toledo, presidente da Abraji. O CTRL+X incorpora outro site da Abraji, o Eleição Transparente, que monitorou os casos de retirada de conteúdo da internet ao longo da campanha eleitoral de 2014 - quando registrou 192 ações judiciais desse tipo.

A base de dados começará a ser alimentada nas próximas semanas e permitirá consultas por local, data, alegação, nome das partes, entre outras.

O CTRL+X foi lançado nesta terça-feira em seminário conjunto da Abraji com o instituto Palavra Aberta e o Insper, em São Paulo. O projeto é patrocinado pelo Google.

No seminário, a advogada Taís Gasparian apresentou também banco de dados eletrônico desenvolvido pela Columbia University (EUA), o Global Freedom of Expression, com exemplos de jurisprudência sobre liberdade de expressão em 35 países. "O debate sobre liberdade de expressão no Brasil é sempre sobre os seus limites - quando o essencial é a liberdade, que garante a participação de todos", salientou a advogada.

Diretor de Conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour lembrou durante o seminário frase de Ayres Britto, ex-ministro do STF, segundo a qual "não é por medo do abuso que vai se coibir o uso". Gandour se referia a erros cometidos por jornalistas: "O bom jornalismo sempre vai incomodar alguém. Mas ele também vai errar, e é só assim que vai amadurecer. A informação deve ser atualizada, jamais esquecida. O erro faz parte da história".

Link do Site: [url]hide:aHR0cDovL3d3dy5jdHJseC5vcmcuYnIvIy9pbmZvZ3JhZmljbw==[/url]
Cristianogremista
Enviado por Cristianogremista
Membro desde
25 anos, Santa Rosa-RS
label