.

Reação a preço do PS4 foi chave para fabricação no Brasil, diz Sony

Enviado por Anônimo, , 9813 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL3N0YXRpYzEubXlnYW1lc2xvdW5nZS5jb20vdXBsb2Fkcy8yMDEzLzExL1BTNE1BSU4uanBn[/img]
A reação negativa ao anúncio do preço do PlayStation 4 no Brasil, lançado em novembro de 2013 por exorbitantes R$ 4 mil, "foi chave para pensar seriamente" na produção local do videogame. A afirmação foi feita por Anderson Gracias, chefe da marca no país, ao G1 nesta quarta-feira (17), durante a E3 2015, em Los
Angeles (EUA).

Os primeiros PS4 brasileiros chegam às lojas em outubro de 2015, mas ainda não há preço confirmado. Para Gracias, revelar um valor para o console a quatro meses do lançamento "poderia ser imprudente da nossa parte por conta de variações do dólar".

Os aparelhos serão construídos na fábrica da Flextronics, em Manaus (AM). A produção deve começar dois meses antes do início das vendas.

Segundo Anderson Gracias, sempre houve desejo de fabricar o PlayStation 4 no Brasil. No entanto, a reação dos brasileiros ao preço do videogame importado foi tão grande e negativa que se tornou um momento importante para levar a ideia realmente adiante. "A voz e a mensagem do gamer brasileiro foram muito
claras e muito bem ouvidas pela matriz", diz o executivo.

Com a novidade, o Brasil se torna apenas o segundo país do mundo a produzir o PlayStation 4. Até agora, só a China era responsável pela produção.

"O Brasil é o nosso mercado mais importante na América Latina, mas no início a gente não conseguia nem abastecer o mercado mundial com 'a menina dos olhos' da empresa", afirma Gracias, sobre o Playstation 4.
label