.

Microsoft fala sobre Antimalware Scan Interface no Windows 10

Enviado por Frocharocha, , 2043 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL3RlY2hhdGVyLmNvbS5ici93cC1jb250ZW50L3VwbG9hZHMvMjAxNS8wMS93aW5kb3dzMTAtbG9nbzEuanBn[/img]
A Microsoft anunciou uma nova ferramenta para o Windows 10 chamada Antimalware Scan Interface (AMSI). Esta ferramenta permitirá que desenvolvedores fortaleçam a segurança dos seus aplicativos.

Antimalware Scan Interface (AMSI) no Windows 10
Com a ferramenta Antimalware Scan Interface no Windows 10, os aplicativos ganharão um certo nível de integração com os softwares antivírus instalados no computador.

Alguns malwares mais inteligentes sabem como evitar a detecção por softwares antivírus e assim infectar os PCs, mas a ferramenta AMSI garantirá que todo conteúdo no PC seja verificado pelo antivírus instalado.

[img]hide:aHR0cDovL21lZGlhLmJlc3RvZm1pY3JvLmNvbS84LzgvNDYwMzc2L2dhbGxlcnkvZGVza3RvcF93XzYwMC5qcGc=[/img]
A maioria dos softwares antivírus examinam arquivos abertos pelos usuários. O problema é que se o código do malware estiver se escondendo na memória, ele não será detectado. A AMSI inclui uma estrutura que permite a verificação tanto de arquivos como de conteúdo na memória, evitando que esse tipo de ameaça passe despercebida.

A ferramenta também poderá verificar mensagens instantâneas em busca de malwares antes mesmo que elas sejam exibidas para o usuário. Além disso, arquivos e plug-ins necessários por jogos também serão verificados.

A Microsoft recomenda a AMSI para desenvolvedores que querem permitir que seus apps solicitem a verificação por softwares antivírus.

Detalhes mais técnicos sobre a ferramenta podem ser encontrados no post publicado no Malware Protection Center da Microsoft.

Device Guard no Windows 10


[img]hide:aHR0cDovL2kueXRpbWcuY29tL3ZpL0xhbzk5a3BtZmNJL21heHJlc2RlZmF1bHQuanBn[/img]
O Device Guard é um recurso de segurança do Windows 10 que permitirá que empresas e organizações bloqueiem dispositivos móveis para oferecer uma melhor proteção contra malwares novos e desconhecidos.

Ele oferece maior proteção contra malwares e exploits para falhas 0-day ao bloquear a instalação de tudo menos dos aplicativos listados como confiáveis - que são assinados digitalmente por desenvolvedores específicos, Windows Store ou internamente pelas próprias empresas.

Será possível ter um maior controle sobre quais fontes o Device Guard considera como confiáveis e ele também trará ferramentas que facilitam o processo de assinatura digital de apps universais e até mesmo aplicativos Win32.

O Device Guard pode usar hardware e virtualização para isolar certas funções do restante do sistema operacional, o que ajuda a oferecer uma maior proteção contra ataques e malwares que por algum motivo conseguiram ter acesso ao sistema operacional.

De acordo com a Microsoft, ele estará disponível nas edições do Windows 10 com foco no mercado corporativo, como a Enterprise.

[img]hide:aHR0cDovL2ltYWdlcy5naXptYWcuY29tL2lubGluZS93aW5kb3dzLTEwLWphbnVhcnktYnVpbGQtNS5wbmc=[/img]
Artigos Relacionados O que você perderá depois do upgrade para o Windows 10? Windows 10 build 10134 vaza na Web Imagens do Windows 10 build 10135 Quem fizer o upgrade gratuito para o Windows 10 também poderá fazer instalação limpa Atualização do Windows 10 utilizará P4P? eBook gratuito: Windows 10 para profissionais de TI Microsoft revela os preços do Windows 10 Microsoft: Windows 10 será lançado no dia 29 de julho
Frocharocha
Enviado por Frocharocha
Membro desde
38 anos, São Paulo
label