.

Google Play: Brasil é o país onde a loja mais cresceu; Japão é o pais que mais gerou lucro

Enviado por wesleyguimaraes111, , 750 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL2kyLnR1ZG9jZG4ubmV0L2ltZy90eXBlMjgvd2lkdGg2NDYvaGVpZ2h0Mjg0L2lkMTE5NzcwLmpwZw==[/img]
O App Annie publicou essa semana um relatório sobre o Google Play, comparando o começo do ano de 2014 com o começo de 2015. Podemos perceber que a loja da Google teve um excelente ano, com muito crescimento e vigor, e dado que vivemos um período onde as vendas de smartphones começaram a se reduzir em velocidade é bem interessante que a empresa tenha mantido um ritmo avassalador a despeito das vendas de aparelhos.

Conforme os usuários em países em desenvolvimento como o Brasil e a Índia se acostumam cada vez mais com estas tecnologias, o número de downloads da plataforma continua a crescer. O que isso significa? A quantidade de apps baixados subiu cerca de 30% no último ano, e a renda gerada por este movimento foi de 40% a mais. Ou seja, existe um mercado em plena expansão para os desenvolvedores de software, o que pode ajudar a atrair vários deles a colocar seus aplicativos no Android.

Enquanto os Estados Unidos tiveram um crescimento de 10%, os países emergentes se tornaram os principais responsáveis por estes números. O Brasil conseguiu cerca de 90% de crescimento no último ano, seguido da Índia com 50%, México e Rússia ficaram empatados com 30%. O crescimento econômico contínuo, bem como o investimento em infraestrutura de telecomunicações, além dos preços mais baratos são os principais fatores que ajudaram a Google Play nesses mercados.

[img]hide:aHR0cDovL2kyLnR1ZG9jZG4ubmV0L2ltZy93aWR0aDY2MC9oZWlnaHQ0OTMvaWQxMjg1MTUuanBn[/img]
No Brasil em particular, país responsável pelo maior crescimento da Google Play, podemos observar que celulares Android de baixo custo passaram a figurar em todos os lugares, além de muitos deles serem distribuídos de forma gratuita através de planos de fidelidade.

Quem mais gerou Lucro


Os cinco países que mais geraram lucro para a Google Play foram um pouco diferentes. O Japão lidera com um crescimento de 40% em relação ao ano passado, seguido pelos Estados Unidos que cresceu 50%, a Coréia do Sul é o terceiro e cresceu 30%, a Alemanha é a quarta e cresceu 50% e por fim temos o Reino Unido com um aumento de 30% em relação ao ano passado. Os três primeiros da lista (Japão, Coréia do Sul e Estados Unidos) são responsáveis por 70% de todo o lucro da Google Play.

Em termos de segmentos, não deveria ser nenhuma surpresa para ninguém que os jogos estão dominando como o segmento mais rentável, aumentando cerca de 50% em relação ao ano passado. Os demais aplicativos permaneceram estáveis, sem aumentar ou diminuir.

Depois de games, as outras categorias mais rentáveis são ferramentas, comunicação, fotografia, entretenimento, customização e social. Os aplicativos que mais cresceram neste grupo foram aqueles relacionados a fotografia como o "Retrica" e o "Camera360". Aplicativos como "Lazy Swipe" e "APUS launcher" desenhados para otimizar ou simplificar a experiência do usuário foram muito populares nos mercados emergentes.

[img]hide:aHR0cDovL2kyLnR1ZG9jZG4ubmV0L2ltZy93aWR0aDY2MC9oZWlnaHQ0OTIvaWQxMjg1MTYuanBn[/img]
Aplicativos mais rentáveis


O relatório também mostrou mais ou menos o que a maioria dos usuários baixava nos diferentes territórios. Nos Estados Unidos e no Reino Unido, o mais comum são aplicativos de redes e mídias sociais, na Alemanha são apps de comunicação, como mensageiros e etc. Os japoneses e os coreanos são obcecados por videogames, com dezenas deles em cada aparelho.

O Google e o Facebook foram os dois maiores desenvolvedores de aplicativos da Google Play, dominando o top 10 da maioria dos países do mundo. Cerca de 8 em cada 10 aplicativos pertenciam a estas empresas. No campo dos games o domínio ficou por conta do "Candy Crush" e do "Clash of Clans" aparecendo no top dez dos cinco maiores países da lista.
wesleyguimaraes111
Enviado por wesleyguimaraes111
Membro desde
20 anos, Pinhais
label